Publicado em 7/10/2008 as 12:00am

"Cagado, Cocó, Brocetão, Pinté entre outros" - Eles governarão o nosso Brasil

Terminou o primeiro turno das eleições municipais no Brasil e a lista de vereadores eleitos já é conhecida de todos. Antes não tivesse tido a curiosidade de saber quem foram os agraciados com o voto da vitória.


Por Luciano Sodré


Terminou o primeiro turno das eleições municipais no Brasil e a lista de vereadores eleitos já é conhecida de todos. Antes não tivesse tido a curiosidade de saber quem foram os agraciados com o voto da vitória. Não pela competência, mas pelos nomes que chegam a ser uma “comédia sem riso”. Diante disso, resolvi citar alguns “me1iantes” que estarão no poder de algumas cidades brasileira.

Vou começar pelo estado onde morei, Rondônia, que traz como o vereador mais votado na cidade de Mirante da Serra nada mais nada menos do que “Cagado”. Isso mesmo! Este é o nome do vereador mais votado desta pequena cidade. Ele chegou ao poder com 440 votos. Uma tremenda caga...

Ainda sem sair de Rondônia (eu mereço), tem o Ivo Construtor, que tinha a seguinte frase em seus santinhos: “Com ele tudo vai dar SERTO”. Derrapou no português, mas não nas eleiões. Ele saiu eleito vereador pela cidade de São Francisco do Guaporé. “Vai sê um Deus nos acuda” na hora em que ele for discursar.

Escorregando para a parte de baixo do mapa brasileiro, não posso deixar de citar o Brochetão, que conseguiu se eleger vereador pela cidade de São Marcos, no Rio Grande do Sul. Mesmo com este nome, ele foi o segundo mais votado.

Sem menosprezar a classe, votos de parabéns para o gari Negro Jobs, que ocupará uma cadeira na Câmara Municipal de Goiânia-Goiás. O curioso não foi sua eleição, mas sim, a estrutura que usou para chegar ao cargo. Toda a campanha custou para o candidato apenas R$ 4 mil, cuja quantia foi um crédito levantado em consignação com o próprio contra-cheque e boa parte do valor foi usado para custear as despesas de combustível do único carro usado por ele, uma Brasília amarela. Agora, o salário mensal do gari passa de R$ 415 para cerca de R$ 9 mil.

No estado do Acre, temos alguns nomes curiosos. Em Acrelândia, um dos vereadores que irá ajudar a governar o munícipio é o Pinté, o terceiro mais votado da cidade.

Continuando no Acre, na cidade de Brasiléia, que teve entre os vereadores eleitos Carlinhos do Pelado. Em Bajuri (o nome esquisito já começa pelo município), o candidato Breu consegui se eleger com 3,09% dos votos válidos. “Será que vai dar um breu na cidade”. Em Feijó, outro com um nome pitorestco foi o mais votado. Pelado teve 6,01% dos votos válidos.

Vamos sair do Acre e dar uma volta pelo nordeste. Em Alhandra, no Ceará, ainda bem que não erraram o acento no nome do candidato Cocó, que foi eleito em quarto lugar. Na mesma cidade João Sufoco não passou nenhum sufoco para vencer e foi eleito com 3,13% dos votos.

Mas um vereador eleito e que fará juz ao nome está na cidade de Aral Moreira, no Mato Grosso do Sul. Com o nome de Mordomia, ele se elegeu com 3,93% dos votos. Agora sim, o nome certo para o cargo certo.

Antes de terminar, não posso esquecer de fazer uma homenagem aos mineiros de plantão. Em Belo Horizonte, teremos os vereadores O Vibrante, Preto do Sacolão e Gunda. Em Ipatinga foram eleitos Amparo do Esperança e Geraldo Amigão. Bom pelo menos um grande amigo cheio de esperanças.

Outros nomes curiosos estarão no comando das cidades brasileiras e este espaço é pequeno para citar todos. Deixo abaixo uma lista de alguns que participaram das eleições 2008:

Na cidade de Guarapuava, Paraná, quem quase chegou lá foi o candidato Pé de Cana, que foi o 13º mais votado, onde 12 vereadores se elegeram. Ainda bem que ele não ganhou, se não ia revogar a “Lei Seca” e distribuir alvarás gratuitos para todos os bares de sua cidade.

Ainda na lista dos derrotados, mas gloriosos candidatos estão o Bimbim, que disputou as eleições na cidade de Paiçadu, Paraná, e o Pau Véio, em Laranjeiras-Sergipé, que teve apenas 32 votos.

Em Porto Alegre-RS, tivemos nomes como Toninho do Táxi (PTB), Papai Noel do Táxi (PTB), Professor Pardal (PV), Detetive Madruga (Psol), Bombom (Psol), Mestre Pelé (PCdoB) e Luiz Bala De Goma (PSC).

Um número expressivo dos candidatos a vereador em Teresina-PI, se registraram com nomes hilários. Cito Trocim, do diminutivo de troço. Quem seria louco de votar em em Paulinho Cabeça Branca, Sassá, Vovozinha, Véia, Pirulito, Carne Assada, Pé Quente, Quem Quem, Pato, Parrela.

Já os paraenses tiveram opção de eleger desde o brinquedo assassino “Tchuk” ao cantor norte-americano “Stive Onde”

Nas diversas cidades do estado, encontramos candidatos como Didi, Dedé, Mussum e Zacarias, Coxinha, Abobrão, Pirulito, Mandiocão, Joaquim Pezão e Zé Cabeção. Também achamos nomes que se encaixam perfeitamente aop cargo, tais como Votem em Magnata, Marajá, Preto Picareta, Pinóquio e Sujão.

Termino aqui, sabedor de que dezenas de outros nomes curiosos estão na lista dos vereadores eleitos para administrar nosso Brasil e boa sorte para cada uma das cidades e que os eleitos dexem de ter nomes hilários e encare o cargo com seriedade e compromisso com suas referidas comunidades.

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times)