Publicado em 13/10/2008 as 12:00am

Dólar em alta segura brasileiros nos EUA

Muitos que estavam com a data marcada para voltar ao Brasil, acabaram desistindo da idéia diante do fortalecimento do dólar

Por Luciano Sodré

 

Depois de alguns anos, o brasileiro que vive nos Estados Unidos recebeu uma injeção de ânimo para permanecer neste país. A crise, que está atingindo os principais mercados financeiros do mundo, parece estar repercutindo de maneira positiva para o bolso dos imigrantes, “pois o dólar está em alta e isso significa mais dinheiro”.

O mineiro de Patos de Minas, Adalberto Pascolotto, 31, disse que, há um ano deu uma duminuida no valor de dinheiro enviado para sua família, em Minas Gerais. “Não compensava passar a grana quando o dólar estava menos de R$1,60”, fala salientando que optou por guardar seu salário em poupança nos Estados Unidos.

Ele, que trabalha na construção civil, fala que quando o dólar ultrapassou a marca dos dois reais, “imediatamente pegou $6 mil e foi até uma agência de remessas e enviou a quantia para seu irmão quitar as prestações de um carro que havia comprado há dois anos”. Luis disse que os seis mil dólares transformaram-se em pouco mais de R$ 13 mil reais. “Se fosse há um não passaria de R$ 10 mil”, explica. “Ganhei quase três mil reais nesta alta”, conclui.

Há cino anos, um dólar valia três reais, mas em pouco tempo passou para R$ 1,50. Grande parte dos brasileiros entraram em desânimo e muitos até voltaram para o Brasil. Mas nos últimos dias, com o dólar oscilando entre R$ 2, 18 e R$ 2,30, as reações mudaram e se tornaram mais positivas.

Luis, que já estava com sua passagem comprada para ir embora no final de novembro, disse que mudou seus planso e “vai esperar o desenrolar desta história. Espero que chegue aos três reais novamente”, fala em relação à conversão do Dólar para Real.

O economista Álvaro Lima, que trabalha na Prefeitura de Bosto, explica que esta crise força com que os investidores estrangeiros retirem seus dólares dos países sul-americanos e com isso a tendência é que o valor da moeda aumente. “Essa situação está sendo benéfica apenas para imigrantes que vivem nos Estados Unidos”, ressalta.

Mas ele alerta que isso pode acabar logo, pois ninguém sabe prever o futuro da economia mundial. “As pessoas que vivem no Brasil tem um poder aquisitivo maior quando recebem os dólares em alta, mas não há como saber quanto tempo isso vai durar”, fala salientando que esta crise ou uma possível recessão mundial pode ser prejudicial para todos.

O jornal Metrowest Daily News, da região de Framingham-Massachusetts, publicou neste fim de semana, uma matéria abordando o assunto e entrevistou a brasileira Daniela Abrantes, que trabalha em uma casa de remessas de dinheiro na cidade de Milford. Ela explica que “mesmo diante da crise, o número de brasileiros que enviaram dinheiro para o Brasil, neste período, aumentou bastante”.

Na mesma reportagem, o empresário Luis Ventura, que tem uma loja na cidade de Marlborough, confirma que o número de pessoas enviando dinheiro está bem maior. “Esta valorização do Dólar no Brasil pode segurar, nos Estados Unidos, muitos brasileiros que pretendiam voltar ao seu país de origem”, conclui.

Fortalecendo a tese, o economista Lima, disse que a história pode estar mudando, pois “há seis meses, os jornais noticiavam que os brasileiros estavam deixando o país e agora podemos falar que eles não querem mais voltar”, explica.

Segundo algumas estimativas apresentadas, cerca de sete mil brasileiros deixaram os Estados Unidos no ano passado. 

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times)