Publicado em 4/11/2008 as 12:00am

Brasileiro morre depois de participar de maratona em NY

Empresa ajudará família a trazer o corpo de volta. Segundo agência, ele passou mal após cruzar a linha de chegada

O corpo do brasileiro José Carlos Gomes, que morreu neste domingo (2) depois de participar da Maratona de Nova York, pode ser trazido de volta ao Brasil. A informação é da empresa SulAmérica, da qual Gomes, de 58 anos, era funcionário. A assessoria da empresa não soube dizer em quanto tempo o corpo deve chegar ao país.

Em nota divulgada anteriormente, a agência de notícias Associated Press (AP) havia informado que o nome do brasileiro seria Carlos José Gomes, mas, segundo a reportagem do G1 confirmou com a assessoria de imprensa da SulAmérica, o nome correto é José Carlos Gomes.

O Itamaraty informou, por volta das 16h50 de segunda-feira (3), que o consulado brasileiro em Nova York já havia sido comunicado do falecimento e que estava ajudando na tramitação de documentos que permitirão o traslado do corpo. A SulAmérica confirmou que dará apoio à família e que Gomes fazia parte de um grupo de cinco funcionários que foi correr a maratona nos EUA.

"Participante ativo do programa ' Atletas SulAmérica ', o analista sênior de desenvolvimento de sistemas José Carlos Gomes foi um dos selecionados para participar da Maratona de Nova York. Ao final da maratona, o esportista sentiu-se mal, foi socorrido por uma equipe médica e levado ao hospital, mas, infelizmente, não resistiu", informou um comunicado da empresa. "A SulAmérica manifesta seu pesar e está apoiando totalmente a família neste momento de tristeza".

De acordo com a AP, Gomes, morador de São Paulo, tinha acabado de cruzar a linha de chegada quando disse que não estava se sentindo bem. Ele foi levado de ambulância para um hospital de Manhattan, onde morreu logo depois. A causa da morte não foi revelada. Pelo menos dois outros corredores passaram mal durante a maratona e precisaram ser hospitalizados, ainda segundo a agência internacional.

A Maratona de Nova York foi vencida pelo brasileiro Marílson Gomes dos Santos, agora bicampeão da prova.

Fonte: (G1)