Publicado em 15/12/2008 as 12:00am

Casamentos forjados estão na mira dos enganados

David Seminara disse que milhares de casamentos entre um cidadão e um imigrante são forjados

 

Um ex-funcionário consular norte-americano, preocupado com o alto índice de casamentos entre cidadãos norte-americanos e imigrantes ilegais, resolveu agir e elaborou um documento encaminhado ao Centro de Estudos para Imigração dos Estados Unidos com o título “Olá, eu amo você, não diga seu nome – por trás do Green Card através do casamento”.

David Seminara disse que milhares de casamentos entre um cidadão e um imigrante são forjados. “Ou envolve dinheiro ou o cônjuje ilegal faz juras falsas de amor com o único objetivo de conseguir ficar legal neste país”, explica.

Seminara disse que durante a preparação do documento, conheceu muitos estadunidenses que foram vítimas de imigrantes “sem escrúpulo”, os quais fizeram uso do casamento para obter o Green Card. Ele afirma que seu objetivo é fazer com as enganações acabem.

Entre alguns dos casos citados por ele, está o de uma estadunidense que gravou as conversas telefônicas do seu marido. Com a ajuda de uma tratadura, ela descobriu que “em diversas partes da gravação, ficou provado que o amor declarado pelo marido nada mais era do que interesse pelo Green Card”. Saminara lamenta que as autoridades não tomaram providências diante do caso.

No documento, Saminara solicita que o governo dos Estados Unidos dê o poder de veto aos cidadãos, deste país, que foram enganados através do casamento. Ele quer que as próprias vítimas tenham poder de anular o Green Card do cônjuje quando perceber falsidade no relacionamento. “Acredito que o Gren Card só deva ser mantido em caso de separação amigável”, explica.

O documento também será encaminhado para outros órgãos no sentido de alertar ao governo estadunidense para fazer algo. “Constantemente são registrados casos de nossos cidadãos enganados por imigrantes e ninguém faz nada”, conclui.

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times )