Publicado em 2/01/2009 as 12:00am

Vítimas da Alexim Moving se unem por seus direitos

Em iniciativa da ONG Assistência Total Brasileira juntamente com o Centro do Imigrante Brasileiro, encontro a ser realizado no próximo dia 3, visa dar uma 'luz' a dezenas de vítimas

Após o escandaloso episódio envolvendo milhares de brasileiros que tiveram suas caixas e mudanças retidas sob a responsabilidade da empresa Alexim Moving, algumas das vítimas resolveram se mobilizar e em parceria com a ONG Assistência Total Brasileira e o Centro do Imigrante Brasileiro, realizarão encontros semanais para discussão e esclarecimentos de dúvidas acerca de quais procedimentos os lesados podem tomar.

 

Entre as vítimas mais atuantes, o valadarense Angelo Coelho foi um dos primeiros a se mobilizar e criar ferramentas para unir as vítimas. A primeira delas foi criar um email ( caixasalexim@live.com ) e conectar líderes comunitários, imprensa e os brasileiros lesados. “Vamos nos organizar e comparecer em peso, pois estarão presentes várias pessoas que poderam nos dar alguma ajuda, inclusive advogados. Não adianta só reclamar, estamos caminhando para resolver algo de nosso próprio interesse, então coloquem nas suas agendas, nao marquem nada para este dia e vamos lá” afirma ele no email que informou sobre a reunião, que acontecerá das 10 ao meio dia do sábado, dia 3.

 

Oportunidade de esclarecimento

 

Para o ativista comunitário, Carlos DaSilva, que atua frente à Assistência Total Brasileira, a idéia do encontro surgiu diante do crescente número de pessoas que o procuravam em busca de ajuda na solução do problema. “ Tudo começou quando participei de um programa de rádio e durante a transmissão diversas pessoas me indagaram sobre como solucionar aquele impasse. Daquele dia em diante, muitas pessoas passaram a me procurar e tive a idéia de promover o evento” afirma. Segundo ele, o objetivo é fazer do encontro uma oportunidade para formalizar as diversas reclamações e fazer o intermédio com a procuradoria geral de justiça dos Estados Unidos. “ Vamos coletar formulários de reclamação e recibos , ajudar no preenchimento, e teremos um advogado, Chuck Kelly, para auxiliar no esclarecimento de dúvidas, com tradução em português, procurando deixar tudo o mais claro e informativo para essas pessoas” explica Carlos. A parceria com o Centro do Imigrante Brasileiro veio, segundo ele, para somar esforços e liquidar a idéia de competição entre os orgãos de ajuda ao imigrante. “ É um trabalho voluntário, estamos reunidos pelo único motivo da solidariedade, da identificação com a dor dessas pessoas e a vontade de ajudar. É muito importante que esse tipo de parceria se torne cada vez mais comum e que as pessoas que tem condições, não deixem de realizar doações e ajuda a esses centros , que trabalham de maneira filantrópica, sem fins lucrativos.

Por Marcelo Zicker 


Encontros periódicos

 

A ideia é que a partir de janeiro, todos os sábados no mesmo período ( 10 as 12 pm) tenham pessoas disponíveis na sede da Assistência Total Brasileira, para auxiliar as vítimas.   O endereço da ONG é 33a Cottage Ave Quincy, Massachusetts e o telefone de contato é (617) 773-2006.

 

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times )