Publicado em 5/01/2009 as 12:00am

Cesário x Rodrigo - O Desafio proposto pelo BT foi aceito!

No ringue, a experiência e raça enfrenta a juventude e força de vencer

Por Marcelo Zicker

 

Na edição do dia 15 de Outubro desse ano, o BT publicou uma reportagem com uma grande revelação do Vale – Tudo, o mineiro Rodrigo Almeida.  Durante a entrevista , Rodrigo revelou um grande objetivo : enfrentar o consagrado lutador Cesário de Souza na luta por um cinturão. Passados quase 3 meses, o desafio irá se concretizar.

 

No dia 7 de Fevereiro, Rodrigo e Cesário adentram o ‘Cage’ no Club Lido, em Revere – MA,  para aquela que promete ser uma das melhores lutas do ano.

 

 

Cesário de Souza  – 13 anos dedicados ao Jiu Jitsu

 

A vida do carioca Cesário de Souza, 38 anos,  sempre esteve envolvida em torno de uma paixão : o esporte. Desde criança envolvido com ciclismo, futebol e body board ( do qual foi campeão carioca por 4 vezes , atingindo até  um quinto lugar no campeonato nacional) o Jiu Jitsu surgiu na sua vida há 13 anos atrás. “ Quando me mudei para a  cidade de  Linhares, no Espirito Santo, fui perdendo o contato com o Body Board pois as praias da região não eram boas para praticar o esporte, faltava ondas. Foi quando conheci um professor, o Edvaldo Maguila, que me chamou para assistir uma aula. Fiz a aula e daquele dia em diante nao parei mais” conta Cesário, que é tricampeão mundial da World Fighting League (WFL), e venceu 9 das suas 12 lutas oficiais.



Expectativa

 

Para o lutador, o desafio será um dos mais difícies da sua carreira. “ Em 12 lutas realizadas nunca enfrentei um brasileiro. Sempre imaginei que a primeira vez que enfrentasse um brasileiro , um dos dois iria para o hospital. A tensão é muito maior. ” afirma. Além do fato de o combatente ser brasileiro, o gostinho pela superação faz acender ainda mais a chama da vitória. “ Faz 2 lutas que não venço por nocaute. E no esporte de luta, o topo é a finalização. Vou com todas as forças para fazer dessa luta mais um degrau alçancado para acender na minha carreira” relata.

 

Sobre o fato de lutar com uma jovem revelação, que disputou apenas 3 lutas oficiais, Cesário afirma que isso não faz diferença. “ Eu nao menosprezo ninguém, não tem essa história de experiência. Respeito bastante ele como lutador e não vejo ele como inimigo” opina, ponderando porém que ‘uma vez dentro do cage, a história é diferente, cada um por si’.

 

Cesário afirma que o único medo que tem na vida é decepcionar as pessoas que gostam de vê-lo lutar, os seus admiradores, fãs. “ Por isso tento sempre estar no topo, sempre atingir a vitória” .


Mensagem

 

Com humildade, o lutador afirma que tudo que irá oferecer a Rodrigo no combate será o que Jesus Cristo quiser. “ Essa é minha arma secreta. Se ele quiser eu irei dar a ele a qualquer momento. Será uma boa disputa e eu vou para ganhar” afirma.

 

 

Rodrigo de Almeida  -  força de vontade para chegar entre os melhores

 

Com apenas 22 anos, o jovem Rodrigo de Almeida desde novo conviveu com o esporte de luta em casa. Seu pai, Mestre Chuvisco, é um dos mais respeitados mestres de capoeira dos EUA, e desde cedo criou o sentimento de competição no jovem garoto. “ Ele sempre foi muito competitivo, sempre procurou ser o melhor em tudo que se propôs a fazer. Sempre ensinei a ele, que o importante é querer passar pelo melhor adversário, sempre focar em se superar” explica o orgulhoso pai.

 

Com apenas 3 lutas oficiais, o mineiro é apontado como uma das maiores promessas do Vale – Tudo mundial. Em sua primeira luta, ele protagonizou o nocaute mais rápido que se tem notícia na modalidade, 6 segundos. “ Passei alguns meses treinando um soco de esquerda que eu acreditava ser um poderoso golpe. Nessa luta, tive uma oportunidade logo de início para realizá-lo” explica. A brutalidade do golpe levou o adversário Jarrad Johnson à lona, e fez do brasileiro o destaque daquela rodada de lutas.


 

Primeiro passo alcançado

 

O jovem lutador enxerga a luta como a primeira para conquistar um espaço entre os melhores. “ Eu quero sempre mais. O cesário será somente a primeira vítima entre os 3 melhores no meu peso/categoria que pretendo enfrentar em breve. Eu estou vindo com sede, com vontade de vencer. Eu vou trazer a luta pra ele, ele pode ter certeza” manda o recado.

 

 

Sede de superação

 

Para Rodrigo, o fato de enfrentar uma adversário muito mais experiente, não lhe bota medo. “ Eu já enfrentei um lutador com 10 anos de Muay Thai e o venci. Quando os dois estão lá no ringue tudo pode acontecer. E tenho confiança que vou vencer” afirma , confiante. O seu técnico, o campeão mundial de Karatê Marcelo Siquieira, afirma confiar plenamente no talento de Rodrigo. “ O caminho é estreito, e um só chega lá em cima, por isso tem que ter dedicação. E Rodrigo faz muito bem  a parte dele, é muito dedicado. A força de vontade é maior que qualquer coisa, deposito muita confiança nesse garoto” diz, o orgulhoso instrutor.  

 

 

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times )