Publicado em 26/01/2009 as 12:00am

Alexim Moving tenta se justificar em nova Carta-Resposta

Em primeiro lugar e mais uma vez, gostaríamos de informar a todos os clientes, que a empresa Alexim Moving permanece aberta e operando no mercado de mudanças e envios de cargas com sede na Flórida

Em primeiro lugar e mais uma vez, gostaríamos de informar a todos os clientes, que a empresa Alexim Moving permanece aberta e  operando no mercado de mudanças e envios de cargas com sede na Flórida.

É uma empresa devidamente registrada como agente autorizado ao envio de cargas do Governo dos EUA, sob a licença NVOCC 019567N e freight forwarder 019567F,  que  continua atendendo aos setores de envios de containeres de Mudanças Exclusivas, de Carros, Motos,  Jet Skys e Carga Aérea e Maritima.

Foi divulgado, em consideração e respeito a todos os clientes da Alexim Moving, na edição # 1686 deste mesmo jornal “Brazilian Times”,  do dia 12/22/2008,  toda a verdade sobre os problemas que a empresa Alexim Moving enfrentou e ainda está enfrentando, devido a um grande golpe planejado e executado contra a Alexim Moving no final de 2007 por uma transportadora de Taboão da Serra – SP chamada NT Transportes Rodoviários. Este problema seria o principal responsável a levar a Alexim Moving, com 9 anos de tradição no mercado americano  neste problema de atrasos excessivos em suas liberações de cargas avulsas.

A empresa continua trabalhando arduamente para solucionar no menor tempo possível os problemas diversos gerados por esta parceria infeliz do passado. A filial de Massachussets esta fechada, mas antes de finalizar por completo suas operações, os volumes foram carregados e embarcados. Sobre as cargas que se encontram no porto aguardando liberação com prazos acima do previsto a empresa esta fazendo todo o possível para liberar os mesmos o quanto antes e em seguida as liberações, a empresa está providenciando a entrega dos volumes de todos os clientes no destino final.

Mais uma vez informamos a todos os clientes que, SIM, as liberações e entregas estão sendo feitas. Mas, NÃO é verdadeira a informação que os volumes sumiram, ou que foram retidos ou roubados pela empresa e nem que a Alexim Moving faz descaso ou é insensível aos problemas que seus clientes estão enfrentando com esta situação.

A central de atendimento continua atendendo no telefone 1 866 925 3946 ou pelo fax (305) 514-2411 ou pelo e-mail atendimento@aleximmoving.com . A equipe foi reduzida, porém permanece operando.  

É de total interesse da empresa resolver esta questão o mais pronto possível,  pois com o cumprimento do compromisso da Alexim Moving com seus clientes. Também mais uma vez frisamos que , contratempos como este ou outros, podem ocorrer a qualquer empresa de envio de cargas e mudanças. Não creiam em empresas que se dizem 100% infalíveis, pois neste seguimento, pois toda a parte operacional passa por muitos setores e pessoas, e toda a vez que mão de obra humana entra em questão, por mais cautelosa que a empresa seja, problemas podem ocorrer.

Após termos conhecimento da matéria publicada no BT do dia 01/19/2009,  a direção da empresa teve fortalecida a sua suspeita de que existem por trás de toda esta polêmica, empresas  e pessoas sendo beneficiadas com a difamação que sobre cai a Cia Alexim Moving.

Entendemos a preocupação dos clientes e suas buscas por uma solução e por justiça, mas podemos notar nitidamente nos depoimentos,  que algumas pessoas ou entidades estão realmente tentando ver uma forma de ajudar a estes clientes que se sentem inseguros e sem saber que rumo dar as suas incertezas, como é o caso da Promotora do Consumidor do Distrito Legal de Norfolk, a Sra. Joanne M. Dalabon, que diz em sua entrevista:  “Em primeiro lugar os clientes devem dialogar com a companhia na tentativa de um acordo amigável”.

Ao nosso ver, quando o cliente faz contato com “a empresa” e lhe é esclarecido que estão sendo tomadas providencias para resolver o problema e que receberá seu volume,  o cliente compreende e se tranqüilizar enquanto aguarda pela finalização do seu processo de liberação e entrega mesmo ocorrendo uma demora.

A prova de que a Alexim  Moving não tem a intenção de lesar seus clientes e que é uma empresa séria que momentaneamente passa por um problema é a declaração  na edição do BT do dia 01/19/09, do Sr. Marcelo Franco, ao afirma que é cliente da Alexim Moving a mais de 6 anos, que neste período enviou mais de 10 volumes, e que esta foi a primeira vez que teve problemas de atraso.

Porém como estes depoimentos acima, também não fugiram aos olhos da direção da Alexim Moving o depoimento do advogado Sr. Charles Kelly, convidado a participar da reunião do dia 01/17/09 na sede da “Assistência Total Brasileira”, que é uma organização sem fins lucrativos. Conforme publicado, o Sr. Charles Kelly menciona três alternativas que os clientes da Alexim Moving poderiam seguir para reclamarem seus direitos.

As duas primeiras alternativas (gratuitas) não foram enfatizadas,  somente mencionadas, porém a terceira alternativa, ele  a enfatiza afirmando ser a alternativa “possivelmente mais eficaz”. Seria a alternativa da “contratação dos serviços de um advogado” para mover uma ação judicial contra a Alexim  Moving e inclusive coloca os seus serviços a disposição.

As custa iniciais do processo ficariam em torno de U$250.00(referente a pagamentos de taxas) e o pagamento das custas advocatícias iria variar dependendo da natureza de cada caso analisado e informado pelo Sr. Juiz.

No nosso entender esta forma de passar informação,  estaria  induzindo aos clientes, que não teriam gastos extras algum, apenas o inconveniente da espera, a entrarem em um processo que possivelmente terminará posterior a liberação e entrega dos seus volumes e ainda com os custos mencionados acima.

A prova desta indução está no depoimento do cliente Sr. Roberto  Pavione, dado após ter ouvido as alternativas passadas pelo advogado Sr. Charles Kelly. Declara que não tem dúvidas de que a melhor escolha seria a ação conjunta  judicial, e acrescenta, “É  o que me parece mais sensato a se fazer”.

Abaixo posição sobre o envio dos clientes mencionados nesta edição:

Sr. Angelo Coelho – Recibo 54189 – 2 volumes – previsão de liberação – meados de Fevereiro 2009.

Sra. Thaise Rabelo – Recibo 54069 – 2 volumes – liberados dia 01/23/2009 – aguardando rota para o destino final.

Sra. Gelma Oliveira – Recibo 53354 – 2 volumes – previsão de liberação –  meados de Março de 2009.

Sra. Damiana Oliveira de Souza – Recibos 55663 e 54185 – 2 volumes – previsão de liberação – até final de Fevereiro 2009.

Sr. Roberto Pavione – Recibos 52770 e 52727 – 2 volumes – liberados dia 01/22/2009–aguardando rota para destino final.

Sr. Marcelo Franco – Recibo 56928 – 1 volume – previsão de liberação – meados de Fevereiro 2009.

Sra. Rejane Ferreira – Recibo 53376 – 4 volumes – previsão de liberação entre meio e final de Março 2009.

Sra. Poliana Pessoa – Pedimos que a cliente entre em contato conosco, com o número do seu recibo.

Verificando em específico o caso do cliente Sr. Roberto Pavione, dos volumes de recibo 52770 e 52727, ambos estavam no mesmo container e foi liberado em 01/22/2009. Estes dois volumes constam no sistema da Alexim Moving como volumes no depósito no Brasil e agora aguardam rota de entrega para o destino final.

E ai vai a nossa pergunta: Seria o mais sensato, teria valido a pena este cliente ter movido uma ação judicial contra a empresa, com gastos iniciais de U$250.00? Se este cliente tivesse iniciado esta ação judicial e pago U$250.00 sobre as taxas iniciais do processo, este valor lhe seria retornado? Sabemos que não!

Por isso, pedimos aos clientes que aguardem, pois a empresa está se comprometendo a liberar e entregar todos os volumes embarcados, e alertamos que fiquem atentos, pois vivemos em um país capitalista, onde tudo gira em torno de dinheiro, e onde muitos que a princípio parecem estar do nosso lado,  quando muitas vezes na verdade podem em primeiro lugar estar visando o seu próprio interesse.

Mais uma vez pedimos desculpas aos nossos clientes pelos transtornos causados e nos colocamos a total disposição para eventuais esclarecimentos que se façam necessários.

 

Fonte: (Luciano Campos - Alexim Moving)