Publicado em 29/01/2009 as 12:00am

Grupo Mulher transfere data do debate sobre governo Obama

A sexta tempestade de neve que caiu sobre Boston nesta quarta-feira alterou o programa de muitas famílias e adiou o dabate sobre o governo Obama que o Grupo Mulher Brasileira tinha organizado para as 19 horas

A sexta tempestade de neve que caiu sobre Boston nesta quarta-feira alterou o programa de muitas famílias. Além de fechar as escolas e cancelar os programas vespertinos, adiou o dabate sobre o governo Obama que o Grupo Mulher Brasileira tinha organizado para as 19 horas. O evento foi remarcado para a terça-feira, dia 3 de fevereiro, também às 19 horas e na sede Grupo Mulher (569 Cambridge St., Allston).

Na sexta-feira passada, em reunião da Cooperativa Vida Verde, as opiniões foram todas a favor de uma discussão que reivindique uma nova lei de imigração do presidente, mas as mulheres ressaltaram que primeiro ele terá de consertar o sistema econômico do país. “Vamos ter de esperar com paciência”, disse Ruth Alves, uma das coordenadoras da Cooperativa.

Marcony Almeida, diretor de organização comunitária na MIRA, lembra que o “passado politico de Obama mostra que ele sempre foi a favor de imigrantes. Agora, que ele é presidente, qual serão seus planos para a reforma imigratória federal? Sairá esse ano? Ou quando? Precisamos saber, e20para isso precisamos debater”. O próprio Marcony pretende responder a pergunta sobre para quando é possível esperar-se uma proposta de mudança da lei. Ele vai falar durante o debate sobre as possibilidades reais de uma reforma da lei de imigração nos próximos meses. A outra debatedora é a a professora Cileine De Lourenço, da Universidade Bryant.

Para  Norma Malkiel, supervisora do programa de Prevenção de Doenças da Grande Boston do Maps, é importante a comunidade discutir suas expectativas da nova adminsitração “porque o governo não pode continuar a fingir que nada está acontecendo, como fazia o governo anterior. A situação dos imigrantes é ruim e algo precisa ser feito”.

O debate é aberto a qualquer pessoa que queira partilhar suas idéias e expectativas. O que você diria a Obama se tivesse a chance de encontrá-lo pessoalmente? Qual é o passo mais importante que ele tem de tomar para cumprir suas promessas de campanha? Você acha que o país estará melhor daqui a quatro anos? Como a comunidade brasileira poderia se aproximar de Barack Obama e falar para ele das nossas aspirações? A idéia é reunir as opiniões em documento a ser enviado ao presidente da república.

Para informações, telefone para 617-787-0557 ramal 15 ou envie email para heloisa@verdeamarelo.org

Fonte: (Da redação)