Publicado em 2/02/2009 as 12:00am

Quer mesmo um "green card"? Um hotel na Flórida tem o caminho

Hotéis que se transformaram em condomínios foram os primeiros a sentirem a crise do mercado imobiliário nos EUA

Por Phydias Barbosa


Hotéis que se transformaram em condomínios foram os primeiros a sentirem a crise do mercado imobiliário nos EUA. Um deles, o Lake Buena Vista Resort Village & Spa, acredita, entretanto, que o desejo por uma residência permanente na América, eventualmente irá persuadir estrangeiros ricos a ajudar a expandir suas obras para perto da Walt Disney World.

                O Hotel-Resort-Condomínio recebeu aprovação do governo há alguns meses atrás para servir de “centro regional” para o investimento estrangeiro. Segundo as leis federais de imigração, um estrangeiro cujo insvestimento possa criar 10 novos empregos full time nos EUA, pode obter um visto condicional e morar aqui – e ainda poderá vir a ganhar um "green card", caso queira a residência permanente.

                O Lake Buena Vista Resort é um dos 35 centros do gênero com autorização para emitir o visto EB-5 no país. E o primeiro que não está localizado numa área rural ou com um índice grande de desemprego. Até agora, ainda não apareceu ninguém querendo investir $1 milhão de dólares para ganhar o visto. A recessão e a reviravolta do setor de finanças mundial, mordeu um pedação do potencial que poderia ter esse programa. Larry Behar, um advogado de imigração que trabalha full time neste projeto, disse que: “Parece existir menos pessoas interessadas em emigrar para os Estados Unidos. Quando você tenta equilibrar isso com um investimento de $1 milhão de dólares, a coisa complica”.

                Para o leitor compreender como o EB-5 funciona: um investidor estrangeiro paga US$1 milhão por ação numa corporação limitada que possui 70 das unidades do condomínio. O investidor precisa ter o dinheiro na conta e tem que ser aprovado pelo Serviço de Imigração e Cidadania, que tem o direito de investigar a fonte do dinheiro daquela pessoa. Em contrapartida, ele recebe um visto condicional, extensivo a sua família mais próxima.

 

O complemento “perfeito”

“Com a tremenda necessidade de um estímulo econômico o qual temos notícia todos os dias, esse gênero de investimento é o perfeito complemento”, disse Sam Sutton, gerente administrativo de desenvolvimento e que impulsiona a venda das ações do Lake Buena Vista Resort. “O melhor que o programa oferece”, disse ele “é que é a compra é feita em cash”. 

O investidor terá que provar ao governo que, de fato, o seu dinheiro criará 10 empregos, direta ou indiretamente, nas áreas de Hotelaria e Manutenção. Se a pessoa não puder comprovar a origem do dinheiro, os “green cards” condicionais podem ser revogados. Mas, se os empregos de fato existirem, o investidor pode até requerer seu green card permanente.

 

Risco de falência?

Uma onda de hotéis-condomínios se levantou no mercado imobiliário de Orlando no pico da bolha, que tomou a muitos de surpresa. Muitos projetos nunca sairam do papel. Dos que se materializaram, alguns pediram falência, incluindo o Lexington Orlando CityPlace no centro da cidade e o Sage Resorts, próximo ao SeaWorld. O Lake Buena Vista Resort Village tem a sorte de ser protegido por alguns políticos locais e gerentes do desenvolvimento econômico da região.  Enterprise Florida, a agência de desenvolvimento do estado da Flórida, acredita que o projeto tem um tremendo potencial para estimular a criação de novos empregos na área de Orlando. 

 

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times )