Publicado em 5/02/2009 as 12:00am

Policial de Somerville- MA aplica multa de $500 dólares a brasileiro

O policial, segundo o brasileiro, estava trabalhando no momento como "detail", tipo de trabalho que os policias fazem quando alguma obra está sendo feita nas ruas

Na terça-feira , dia 03, por volta de meio-dia,  um brasileiro (que preferiu não se identificar),  residente de Melrose - MA, dirigia pela Broadway de Somerville - MA, próximo ao antigo Star Market, quando foi ordenado, por um policial da Polícia da cidade, para estacionar. O policial, segundo o brasileiro, estava trabalhando no momento como “detail”, tipo de trabalho que os policias fazem quando alguma obra está sendo feita nas ruas. Porém, o oficial decidiu parar o brasileiro alegando que o mesmo havia avançado o sinal vermelho.

 

Devido à série de restrições para se obter uma carteira de motorista, o brasileiro dirigia com a sua licença já vencida há vários anos, pois segundo o mesmo, não conseguira renovar sua carteira por falta do “imprescindível” número de Social. Sua atual carteira (já vencida) é daquele tempo em que se podia tirar carteira com um número “inventado”. “Bons tempos aqueles”, respirou o brasileiro. E continuou :  “Estou neste pais há quase 20 (vinte) e ainda não consegui de uma maneira legal `tirar os meu papeis` (green card). As leis estão muito restritas e as opções para se legalizar são quase  zero. Mas, apesar de tudo, continuo esperançoso de que com a nova administração OBAMA, este meu pesadelo vai passar” desabafa.

 

Sobre o fato  do policial o ter parado , aplicando-lhe  uma multa de $500 dólares e mais uma de $150 dólares por estar dirigindo de carteira vencida, o brasileiro . “Pois é” , fala o brasileiro: “A multa de $500 dólares foi para minha irmã, proprietária do veículo, e a de $150 para mim. E por incrível que pareça tive de dizer “thank you officer”, pois o dito policial disse que poderia me levar preso “ explica.

 

“ Eu vinha descendo a Broadway em direção a Sullivan Station, antes do Corpo de Bondeiro, e naquele cruzamento Broadway e Maple Street, eu entrei, mas por causa da neve, eu acho, o trânsito estava lento, então imagino que o guarda quando me viu, notou que o sinal estava vermelho. Mas eu entrei no sinal com ele verde”  afirmou o brasileiro. Sobre o fato  do policial ter-lhe aplicado uma multa de $500 dólares e mais uma de $150 dólares por estar dirigindo de carteira vencida, o brasileiro se mostra indignado. “A multa de $500 dólares foi para minha irmã, proprietária do veículo, e a de $150 para mim. E por incrível que pareça tive de dizer “thank you officer”, pois o dito policial disse que poderia me levar preso “ explica.

 

Ele ainda faz um desabafo. “Uma outra coisa, se vocês me permitem falar, eu estava com minha ex-mulher e minha filha, na cabine da camioneta. Eu estava levando minha filha ao hospital que não se sentia bem no momento, e segundo havia pedido minha ex-mulher. Não hesitei um segundo, pois amo minha filha e por ela sou capaz de qualquer coisa, inclusive dirigir sem a carteira, o que raramente faço. Mas foi uma necessidade. Inclusive saí do carro para explicar o tal policial, mas ele foi rude, dizendo, volte para o carro senão eu posso atirar em você”.Já pensaram. Agora virou mania policial querer atirar nos motoristas, como foi o caso do brasileiro Andre Martins de Cape Cod.. Nossa nem gosto de pensar” disse o brasileiro.

 

 

Sobre as sanções, ele afirma que irá recorrer  . “Pretendo levar o caso à corte. Não acho correto, pois não avancei o sinal e a multa de $500 dólares para o proprietário do veículo acho ridículo. E se é uma nova política da polícia de Somerville, gostaria de pedir aos líderes comunitários para que reajam contra tal política”.

Fonte: (Da redação)