Publicado em 10/02/2009 as 12:00am

Brasileira corta os pulsos da própria filha

Além de ter cortado os próprios pulsos e o da filha de 7. anos, Silvia Garcia enfrentará novas acusações na justiça, o de abuso infantil e tentativa de assassinato

Além de ter cortado os próprios pulsos e o da filha de 7.  anos, Silvia Garcia enfrentará novas acusações na justiça, o de abuso infantil e tentativa de assassinato.A comunidade brasileira da Flórida está chocada com o que aconteceu. Os sites dos conceituados jornais locais, Achei USA e Gazeta Brazilian News, além dos diários americanos Sun Sentinel e Miami Herald publicaram a tentativa de crime em destaque.

Irvin Garcia, marido de Silvia, chegou em casa tarde, por volta das 3 da manhã e encontrou a filha Sabrina e a esposa Silvia sangrando com cortes nos pulsos. Ele logo chamou a emergência através do 911. Ao chegarem, os paramédicos e a policia encontraram a cena chocante, no 1100 da SW 44th Avenue, em Deerfield Beach, no condomínio conhecido como Waterways. O policial Whittom encontrou Silvia Garcia, de 40 anos, em sua cama no quarto do casal. Ela estava respirando, mas fora de si. Ela sangrava demais, com cortes em sua coxa e nos pulsos. Da mesma forma encontraram Sabrina, de 7 anos, com cortes tanto na parte interna da coxa direita, quanto nos pulsos, mas completamente alerta. Ela falou aos policiais que “ minha mãe me cortou com uma faca, mas ela não tinha intenção de me ferir”. Uma pequena faca de cozinha foi encontrada na chão do quarto do casal.

A sorte é que ambas sobreviveram e estão em condições estáveis em hospitais diferentes. Sabrina foi levada de helicóptero para o Broward General Medical Center em Fort Lauderdale. Sua mãe seguiu de ambulância para o North Broward Medical Center, em Deerfield Beach.

Na opinião do Miami Herald, Silvia Garcia estava com problemas financeiros, o que é rebatido por vizinhos, que deram depoimento aos sites do Gazeta Brazilian News e Achei USA dizendo que o problema não era financeiro e sim, passional.

 

Ato de desespero

Seu casamento de quase 15 anos estava desmoronando,  segundo um amigo da família, que preferiu não se identificar ao “site” Achei USA. Este mesmo amigo revelou que o marido de Silvia, Irvin Garcia, tem um caso extra-conjugal. As duas continuam internadas, mas não correm risco de perder a vida. Sabrina está bem e, inclusive já recebeu a visita da tia, que mora na região. Silvia permanecia sedada até a manhã da terça-feira, 10.

Segundo o site, num primeiro momento, as autoridades revelaram que o crime poderia ter relação com o fato de Silvia estar ameaçada de perder o imóvel por foreclosure, já que havia recebido uma carta do banco em agosto de 2008. Ela também trabalhou por um tempo no ramo de limpeza e tinha, inclusive, uma empresa, a Sheeba's Cleaning Services, que foi dissolvida no ano passado. “O problema financeiro não causou a depressão nem o que veio a seguir”, disse o amigo, num telefonema ao jornal AcheiUSA. A brasileira, que não tinha qualquer registro policial prévio, deve sair direto do hospital para a prisão, sem direito à fiança. A família de Silvia quer lutar agora para manter a guarda da criança e foi aconselhada pelos advogados a não se pronunciar.

A casa onde tudo aconteceu fica no condomínio Waterways, em Deerfield Beach, onde moram muitos brasileiros. Alguns vizinhos confirmaram que a família estava enfrentando dificuldades financeiras e problemas no casamento. “Ela sempre foi muito alegre e ótima mãe”, disse uma pessoa que mora no Waterways.

Fonte: (Da redação)