Publicado em 24/02/2009 as 12:00am

"Facilitemos a vida dos imigrantes" diz líder do governo Obama

O site www.Politico.com tem feito diversas charges e gags com os políticos de Washington

O site www.Politico.com tem feito diversas charges e gags com os políticos de Washington, principalmente quando o bloguista Gebe Martinez manda brasa no teclado para movimentar os bons e maus momentos do novo governo Obama.

Para sorte de todos os imigrantes, o chefe de gabinete da Casa Branca, Rahm Emanuel, está agora todo voltado para o assunto imigração e, ainda melhor, a favor da reforma.

O site mostra um lado de Emanuel que o público não estava acostumado a ver, insinuando que sua mentalidade perspicaz, a qual também epitomiza uma forma política bem radical na sua já famosa Chicago, o está fazendo “virar a casaca” numa boa, seguindo as raposas felpudas que ora definem os novos caminhos da humanidade, principalmente no que toca aos assuntos relacionados aos imigrantes, causa da qual, no passado, ele até hostilizava.

Por exemplo, recentemente ele limpou o caminho para aumentar os benefícios de saúde para filhos de imigrantes legalizados e para mulheres grávidas, uma das maiores vitórias legislativas de Obama até agora.

A evolução de Emanuel reflete uma mudança no pensamento dos mais antigos do Partido Democrata – com exceção de Obama – que meio se afastaram de declarações sobre o tema imigração antes da eleição de 2008. Ele é o símbolo atual de alguém que fugia do assunto, mas que agora está totalmente envolvido com o tema.

Não faz muito tempo, ele pertencia a um time de líderes democratas ainda confusos, tendo sido acusado de atirar os imigrantes para “baixo do ônibus”, literalmente, no sentido de fortalecer o poder de seus partidários. Na verdade, foi ele quem maquinou a tomada da Casa dos Democratas em 2007, quando opinou que se os democratas não aderissem a algumas idéias conservadoras dos republicanos, acabariam ficando nas mãos de eleitores insatisfeitos.

Porém, como chefe de gabinete do Obama, ele vem devargazinho tirando os “gelos baianos” que se encontram no caminho da agenda legislativa, para beneficiar os imigrantes, as minorias étnicas e seus simpatizantes.

Fonte: (Da redação)