Publicado em 26/02/2009 as 12:00am

"O imigrante é a solução desse país" afirma Fausto da Rocha

O presidente do CIB diz que depoimento dado ao jornal Boston Herald, no qual disse que brasileiros estão deixando o país, foi com o intuito de alertar sobre fenômeno às autoridades americanas

Por Marcelo Zicker

 

 

Em reportagem veiculada na última edição do Brazilian Times, um depoimento do presidente do Centro do Imigrante Brasileiro, Fausto da Rocha,  acerca do crescente desemprego que assola os EUA, em especial o estado de Massachusetts,  criou certa polêmica. Citada de uma matéria originalmente publicada pelo jornal Boston Herald, as palavras de Fausto exalavam certo pessimismo em relação ao comportamento do brasileiro diante da crise. "Agora, vemos mais e mais brasileiros desempregados e que estão decididos a voltar ao Brasil", disse o presidente do CIB ao jornal americano.

 

Explicações

 

Procurado pela equipe de reportagem do BT, Fausto afirma que o depoimento não dado com o objetivo de alarmar ou assustar a comunidade, e sim de chamar a atenção da sociedade americana acerca do perigo que se configura uma saída em massa de imigrantes do país. “ A ‘volta para a casa’ desses imigrantes pode acarretar um prejuízo de milhões de dólares em impostos que deixarão de ser arrecadados pelo estado. Os brasileiros que aqui estão pagam seus impostos, direta ou indiretamente, seja ganhando seu salário em cheque ou fazendo compras para casa. Os americanos devem se preocupar com tal fenômeno ” explica.

 

Autoridades conscientes do problema

 

Fausto ainda afirma acreditar que a opinião pública e autoridades americanas estão criando certa consciência sobre a importância dos imigrantes, em especial os brasileiros, dentro da economia americana. “ A matéria do Boston Herald teve um viés de preocupação sobre essa situação. É um jornal que sempre teve posicionamento de ‘direita’, anti-imigrante. E agora está questionando as consequências drásticas de uma saída em massa de imigrantes. Os próprios políticos, alguns dos quais sempre tiveram um posicionamento contra a imigração,  estão flexibilizando suas idéias com relação ao assunto e se mostrando favoráveis a uma regularização dessa massa de estrangeiros” opina. Mais do que isso, o presidente do CIB, afirma que os americanos estão descobrindo que “ a legalização dos imigrantes pode ser a solução do país em resolver a crise”.

 

Necessidade de pesquisa

 

Para Álvaro Lima, diretor de pesquisas econômicas e sociais da prefeitura de Boston,  é preciso adotar uma postura mais contida no intuito de alertar sobre algum fenômeno não comprovado. “ Ainda não se tem pesquisas que dão números concretos sobre saída de brasileiros dos EUA. O que se sabe, e é preocupante, é que o número de pessoas deixando o país é cada vez mais crescente e o número de pessoas entrando no país é cada vez menor. Porém, não existem números concretos da quantidade de pessoas e pra onde de fato elas migraram” afirma Álvaro. Segundo ele, há possibilidades de muitos terem migrado dentro do próprio país. “ Alguns lugares precisaram de mão-de-obra imediata e em grande quantidade nos últimos tempos, como New Orleans em razão do furação Katrina, e muitos migraram para outras regiões, não somente para seus países de origem” exemplifica ele, citando o fato de New Orleans ter necessitado intensificar a força de trabalho na construção civil, para reconstruir o que foi destruído com a chegada do furacão em 2005.

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times )