Publicado em 24/03/2009 as 12:00am

`Racha` termina em morte de brasileiro em Norton - MA

No domingo, dia 22, um acidente envolvendo 2 carros que realizavam um `pega` na Interstate 495, próximo à cidade de Norton ? MA, terminou na morte de 1 brasileiro e deixou outros 5 feridos

Por Marcelo Zicker

No domingo, dia 22, um acidente envolvendo 2 carros que realizavam um `pega` na Interstate 495, próximo à cidade de Norton – MA, terminou na morte de 1 brasileiro e deixou outros 5 feridos.  Eduardo Dias, de 25 anos, morreu na hora. e Juliano Da Silva, de 27 anos,  ficou seriamente ferido. Outros 4 passageiros dos carros tiveram ferimentos leves.

 

Em depoimento ao jornal Enterprise News, o porta-voz da Polícia Estadual de Massachusettts, Eric Benson,  afirmou que a alta velocidade dos carros na rodovia foi determinante para a tragédia. “ Não resta dúvida de que foi um fator considerável para o acidente”  disse Benson.

 

Juliano Da Silva foi levado na ambulância para o Rhode Island Hospital, onde recebeu atendimento imediato, permanecendo em condição grave. A investigação preliminar descobriu que ambos os carros, o  Nissan Maxima, dirigido por Juliano e o Infinity G35, dirigido por Patrick Brandão, perderam o controle devido à alta velocidade na pista terminando em capotagens e na colisão com  árvores. Eduardo Dias, que estava no banco de passageiro do Nissan, morreu imediatamente. Luis Dias, que também estava no Nissan,  Patrick Brandao, de 21 anos,  Johnatham Alves, de 25 anos,  e Wilson Fernandes, de 20 anos, que estavam no Infinity, sofreram ferimentos leves e foram levados para o Good Samaritan Medical Center em Brockton – MA.

 

Segundo as investigações, Patrick, Johnathan e Wilson, não utilizavam cinto de segurança. A Interstate 495 South foi interditada em duas faixas por aproximadamente 7 horas.  

 

Inconformado

 

Procurado pela equipe de reportagem do BT, o pai de Eduardo Dias, Fernando Alves, natural de Goiânia, preferiu não se manifestar sobre o acontecido. “ Estou vivendo um momento de muita dor, prefiro não falar sobre isso. Meu coração pede o silêncio” afirmou Fernando, que foi ao enterro do filho na tarde da terça- feira, dia 24.

Fonte: (ANBT - Agência de Notícias Brazilian Times )