Publicado em 9/04/2009 as 12:00am

Educação de Brasileiros em Debate na Harvard

Andreia Santos , professora de inglês voluntária do Grupo Mulher Brasileira e uma housecleaner, falou esta semana na Universidade de Harvard como parte do programa da 7ª Semana do Brasil em Harvard

 

Andreia Santos , professora de inglês voluntária do Grupo Mulher Brasileira e uma housecleaner, falou esta semana na Universidade de Harvard como parte do programa da 7ª Semana do Brasil em Harvard sobre a experiência dela ensinando inglês para as cooperativadas da Cooperativa Vida Verde e para alunos de nível um em um programa de inglês em Everett. :”Nós estamos aprendendo juntas”, disse Andrea. “Não é importante só aprender a língua mas ter uma relação de identidade com os alunos e nós temos porque eu também limpo casas”.

Andreia e sete outras pessoas compuseram o painel “O Presente e o Futuro da Comunidade Brasileira: Tendências e Assuntos de interesse dos Jovens”, que discutiu as conseguências do fim do programa bilíngüe em Massachasutts e o que isto significa para os filhos dos brasileiros.

Ana Nogueira, professora da escola de segundo grau de Somerville, discorreu sobre sua experiência com educação de imigrantes adultos, e Letícia Braga, da Escola de Educação de Harvard, usou sua pesquisa com jovens brasileiros para defender o DREAM ACT, que, se aprovado, permitirá que estudantes indocumentados entrem em faculdades estaduais pagando o mesmo que os residentes daquele estado.

A psicóloga escolar de Framingham Ana Velasco expôs uma publicação organizada por ela e outros profesores sobre as diferenças educacionais entre Brasil e Estados Unidos e como e por que Framingham fêz a decisão de manter o programa bilíngue e Heloisa Galvão, do Grupo Mulher Brasileira e representante dos pais junto às Escolas Públicas de Boston, estressou a falência dos testes aplicados em estudantes que falam outra língua e que ingressm na escola em Boston.

A professora e housecleaner Fernanda Silva realtou sua experiência de imigrante e como a determinação a levou a transpor a ponte entre uma imigrantre que não sabia nada nem falava inglês para professora de inglês voluntaria no Grupo Mulher Brsieleira e no programa onde Andreia também ensina. Ela incentivou as pessoas não desistirem dos seus objetivos e a aprender inglês como ponto fundamental para vencer neste país. Os estudande de segundo grau de Somerville Welyton Paz e Jennifer de Oliveira Souza contaram de suas experiencias como estudantes brasileiros em uma escola onde muitas vezes se sentem excluídos e tendo de provar ao mesmo tempo que são capazes.

A 7ª Semana do Brasil em Harvard foi aberta com palestra de Marcony Almeida da Coalisão MIRA sobre Imigração na Era Obama e encerra hoje, quinta-feira, dia 9 de abril com um debate sobre saúde dos imigrantes.

Fonte: (Grupo Mulher Brasileira)