Publicado em 17/04/2009 as 12:00am

ESPECIAL - O Brasil sob a farda americana (3ª Parte)

O Brazilian Times chega à segunda parte de uma série de reportagens, contando a história de alguns desses corajosos brasileiros

 

Por Marcelo Zicker

 

 

‘Pro Deo Et Patria’ , expressão em latim que significa "Por Deus e Pela Nação", é

 o lema de um setor imprescindível na assistência espiritual e religiosa dos soldados que servem à Guarda Nacional Americana, a Capelaria. Há 1 ano fazendo parte da Infantaria do exército norte-americano, o mineiro Fábio Faria almeja um dia se tornar um capelão do orgão militar.

 

Dedicação em busca do sonho

 

“ A capelania militar é uma forma de servir ao mesmo tempo à Deus e à nação. Este país foi fundado no Evangelho, trazendo grande prosperidade. Mas hoje,  está cada vez mais afastado de Deus e dos fundamentos bíblicos, nos quais a constituição original foi criada. A capelania é um ministério incrível, onde há a oportunidade de alcançar
 um número muito grande de pessoas em devoção à Cristo” explica Fábio.

 

Pretendendo se tornar capelão nos próximos 3 anos, ele afirma que a experiência no exército, tem sido incrível. Nos 5 meses em que esteve treinando em Forte Benning, na Geórgia, ele foi apelidado de ‘The Preacher’ ( O Pregador), devido à diversas situações em que pregou o evangelho, aconselhando os seus colegas para o caminho espiritual.  

 

Atuação gratificante

 

Segundo o belo-horizontino,  o trabalho nas forças armadas
exige muito sacrifício, porém é edificante e gratificante o suficiente para valer todo o esforço. “ O treinamento é muito divertido e acima de tudo uma rica experiência de vida. Ser soldado não é somente ter uma profissão, mas se tornar uma identidade, um exemplo frente à sociedade” conta.

 

Depois de 4 meses de treinamento de Infantaria e 1 mês de treinamento de paraquedismo ( AirBorne), Fábio agora realiza uma agenda de treinamentos que o permite volta à sua vida normal, até que seja enviado em alguma missão. “ Treino um final de semana por mês e 2 semanas consecutivas por ano. Isso me dá todas as condições para continuar estudando e realizando outras atividades” afirma o mineiro, que já prestou mestrado em Teologia e em breve, irá cursar  o doutorado da área.

 

Além de ter sua carreira acadêmica inteiramente paga pelo Governo, o brasileiro ainda ganha  um bônus anual de $8.000 por estar estudando e conta com um seguro-saúde completo que lhe custa muito pouco por mês. “ Com certeza a Guarda Nacional tem sido uma benção em minha vida” conclui.



Benefícios de vestir a farda


Entre alguns dos benefícios em pertencer* à Guarda Nacional Americana estão  : 
 
- Rápido processo de obtenção de cidadania e sem custos de taxas 
- Remunerações bônus que chegam à até $20 mil dólares por ano,  dependendo da posição 

- Treinamento remunerado em mais de 200 posições
- Plano de saúde e aposentadoria
- 100% do  College pago  
- Respeito frente à sociedade americana
 

 


* Os critérios mínimos para aplicação é possuir residência permanente ( Green Card) e ter entre 17 à 34 anos de idade.



Informações 


Para quem quiser mais informações acerca da aplicação para a Guarda Nacional Americana e tirar eventuais dúvidas sobre o processo, pode contactar o brasileiro Odilon  Rodrigues, que também veste a farda dos EUA e já teve sua história relatada no BT em matéria veiculada no dia 6 de Março de 2009. O telefone de contato é (617) 967 – 2666.

Fonte: (ABTN - Agência Brazilian Times de Notícias)