Publicado em 29/04/2009 as 12:00am

Brazilian Times entrevista a jogadora de futebol Marta

Em entrevista coletiva realizada via conferência telefônica, a melhor jogadora de futebol do mundo, Marta Vieira da Silva, falou do futuro em relação à carreira

  Por Marcelo Zicker

A temporada 2009


“ A nossa equipe está se sobressaindo na competição até o momento, com 3 vitórias e dois empates, porém teremos vários jogos difíceis pela frente ainda. E penso que vai continuar assim até o fim do torneio”


Duelo entre as melhores do mundo


“ A diferença estará no conjunto e não no esforço individual. A Kelly Smith ( jogadora do Boston Breakers) é uma excelente jogadora, mas não é algo que me assusta jogar com ela no sábado. Já tive oportunidades de enfrentá-la em outras partidas e sei da sua grande qualidade, não vejo como um duelo”


Apoio da torcida brasileira


“ Pelo fato de Boston ter uma comunidade brasileira muito grande, espero que eles compareçam em peso ao jogo e apoiam ambas as equipes. Se eu fato de eu estar em campo influenciar na torcida a favor do meu time, ótimo, ficarei muito feliz”


Futebol europeu x futebol norte-americano


“ Sempre me perguntam sobre essa diferença entre o futebol praticado na Europa e o praticado aqui, mas não enxergo muita diferença, embora eu tenha jogado 5 anos na Suécia em grana sintética. A principal diferença está na organização da competição norte-americana, pela tradição que o futebol feminino possui aqui”


Futebol feminino no Brasil


“ Falta organização e um incentivo real ao futebol feminino no Brasil. Sempre ouço falar sobre projetos e competições mas elas nunca acontecem, nunca saem do papel. Falam demais e agem de menos”


O caminho de outros ídolos


“ Sei que muitos ídolos do futebol masculino jogaram em times norte-americanos no fim de suas carreiras, como o Pelé por exemplo. Mas o futebol feminino daqui é um dos mais fortes do mundo, então no meu caso foi mais um grande passo à frente”



Los Angeles Sol x Boston Breakers

Sábado, dia 2 de maio, às 19 horas, no Harvard Stadium, em Boston-Massachusetts, em partida válida pela liga feminina americana de futebol.

Fonte: (ABTN)