Publicado em 12/06/2009 as 12:00am

Rede brasileira de mercados é multada em $90.000 em Massachusetts

A GOL Foods Inc é acusada de não pagar horas extras para funcionários. Ela já teria sido notificada anteriormente por vender produtos com validade vencida

 

Uma rede de pequenas mercearias brasileiras em Framingham – MA, foi multada em $90.000 por  não cumprir acordos de pagamento de horas extras para funcionários em domingos e feriados.

A procuradora- geral Martha Coakley anunciou a resolução com a GOL Foods Inc e seu proprietário, João Araújo, de Framingham – MA.

De acordo com o contrato, a GOL Foods deveria pagar mais de $54.000 em restituições para 30 antigos e atuais funcionários após o fechamento recente das unidade de Shrewsbury e de Hyannis.

A empresa também terá que pagar $20.000 em compensações para antigos funcionários pelo fechamento de outras duas lojas, situadas em Framingham e Somerville. A cadeia de lojas aceitou pagar $15.000 de multa, além de realizar ações para educar seus funcionários acerca de leis salariais, e de manter uma média salarial mais apropriada, segundo noticiou o jornal Metro West Daily News.

Em março de 2008, o Departamento de Saúde de Framingham – MA, fechou uma unidade da GOL Brazilian Market situada na 208 Waverley St, afirmando que eles estariam vendendo produtos com data de validade vencida, sendo alguns com a data adulterada.

Os inspetores de saúde disseram que suspenderam a licença do mercado para vender comida pois já se tinhadado uma chance para Araujo regularizar a sua situação com a lei. Desde que o supermercado abriu, em 2004, o departamento de saúde vinha recebendo reclamações de clientes.

O escritório do procurador- geral começou a investigar o empreendimento em junho de 2008, após o orgão receber uma reclamação de um antigo funcionário. Ele denunciou que a companhia não pagava horas extras para quem trabalhasse mais de 40 horas, segundo o procurador disse ao MetroWestDailyNews. Ainda segundo o procurador, uma auditoria nos registros da empresa confirmaram as acusações,

A media da dívida salarial varia  entre $10 e $5,600 por empregado, disse Harry Pierre , um porta-voz da procuradora.

Antigos funcionários dos supermercados GOL e outros empregados que acreditam que tiveram seus direitos salariais violados, podem ligar no hotline, no número 617 – 727 – 3465. Para mais informações sobre leis salariais no estado de Massachusetts, visitar o site www.massworkrights.com. O Brazilian Times tentou o contato com o João Araújo, na tarde dessa quinta – feira, dia 11, porém sem sucesso.

Fonte: (Metro West Daily News)