Publicado em 24/06/2009 as 12:00am

Brasileira realiza rifa em prol de brasileiro paralítico nos EUA

Movidos pelo estado de saúde crítico do gaúcho Rafael Caroni, imigrantes brasileiros residentes em Newark, New Jersey, organizaram uma campanha beneficente em prol do ex-surfista, que ficou paralítico em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC)

 

Movidos pelo estado de saúde crítico do gaúcho Rafael Caroni, imigrantes brasileiros residentes em Newark, New Jersey, organizaram uma campanha beneficente em prol do ex-surfista, que ficou paralítico em decorrência de um acidente vascular cerebral (AVC) que sofreu quando surfava. Rafael ficou 5 meses em coma. 

No último 15 de maio, o designer de móveis Artur Moreira organizou um almoço que contou com a presença de várias personalidades locais, entre elas Umbelina Santos, presidente da Brazilian American United Association – BAUA, o jornalista César Augusto, ex-Planeta Brasil, que leu emocionado uma carta enviada pela mãe de Rafael,  Maria de Lourdes Caroni, na qual ela descreve o drama vivido pela família. O empresário Farid Mubarack e sua esposa Thais abriram as portas da churrascaria Boi na Brasa Grill para acolher o evento.

A empresária Francine Mello, da Francine's Travel, ofereceu uma passagem para que fosse rifada entre os presentes.  O ganhador foi Eduardo Soto Aires, que já estava planejando viajar ao Brasil. A colunista social e fotógrafa Vera Reis, do jornal Brazilian Voice, está realizando a rifa de um computador modelo “LapTop” de última geração com o objetivo de arrecadar fundos para comprar uma cadeira de rodas motorizada nos Estados Unidos e, assim, enviar à família no Brasil. Os interessados em participar da rifa, podem entrar em contato através do tel.: (973) 688-8081 ou do e-mail: verareis512@gmail.com. O preço de cada número é US$ 30.

Em 2003, quando surfava na praia de Tramandaí, no litoral do Rio Grande do Sul, praticando o esporte que mais gostava na companhia de seus amigos, que a vida de Rafael mudou completamente. Quando saía do mar, ele sofreu o AVC. Rafael foi atendido pelos amigos na beira da praia, que conseguiram ressuscitá-lo até a chegada da equipe de socorro. Segundo os médicos que o atenderam, tanto no hospital local quanto no Hospital Universitário da PUC, em Porto Alegre (RS), o fato de ele ter sobrevivido foi um verdadeiro milagre, contrariando a estimativa dada de 2% de chances. Foi com a ajuda de grandes amigos que o Rafael conquistou sua primeira grande vitória.

As necessidades de sua família são enormes para que seja mantida uma estrutura confortável e ideal para a sua recuperação. A cada visita ao médico, para consultas, exames e avaliações feitas no Hospital Universitário da PUC, é necessário transporte especial. As dificuldades tornam-se ainda maiores por não haver apoio público para pessoas nas mesmas condições de Rafael. Os medicamentos, muitos deles caríssimos, são adquiridos com muito sacrifício pela família do brasileiro. Do Estado, apenas as doses de Botox a cada 3 meses, para reforçar a musculatura de um corpo fragilizado  pela falta de movimentos regulares. A família de Rafael possui uma despesa mensal em torno de R$ 3 mil, sem incluir os medicamentos. 

O drama vivido por Rafael Caroni está registrado na página eletrônica: WWW.rafacaroni.com.br

A colunista Vera Reis, Umbelina Santos, Cláudia Cascardo e Cleuza, todas membros da presidência da BAUa, também participaram do evento beneficente organizado pelo designer de móveis Artur Moreira

Fonte: (Da redação)