Publicado em 10/07/2009 as 12:00am

Homeland Security planeja expandir E-Verify

A secretária do Homeland Security, Janet Napolitano, disse que o E ? Verify, banco de dados que permite aos patrões verificarem a legitimidade do Social Security Number de seus futuros empregados, vai ser expandido em 2010

 

O presidente Obama deve abandonar o discurso de repressão que o seu antecessor, George W. Bush, adotava para pressionar a demissão de mais de 9 milhões de trabalhadores e imigrantes sem documentação, afirmou a chefe da Homeland Security, Janet Napolitano, na quarta- feira, dia 8.

Em contrapartida, Obama irá ordenar que contratantes confirmem a identidade de 4 milhões de trabalhadores que tem suspeitas de irregularidades em documentação, uma  iniciativa cobrada pelos representantes republicanos, desde a administração Bush.

Napolitano disse que seu departamento vai cancelar a validade de mais de 140.000 cartas enviadas a empregadores de todo o país, que alertavam-os da inexistência de números de Social Security cadastrados.   As cartas obrigavam os empregadores a resolver o problema ou demitir os funcionários irregulares com no máximo 90 dias. Em troca, Janet disse que o Department of Homeland Security vai agir de forma mais efetiva e moderna, utilizando até mesmo o famoso programa de verificação de legalidade de empregados, o E-Verify.

O Homeland Security anunciou que o orçamento para 2010 irá, além de priorizar o reforço na fronteira EUA-México,  contemplar a expansão do E-Verify nacionalmente  

“ O povo americano tem deixado claro que a reforma da imigração, deve começar com um fortalecimento das leis. Tornando o E-Verify permanente e obrigatório para os empregadores de todo o país, daremos um grande passo para atender às expectativas do povo” afirmou o senador republicano Jeff Sessions ao jornal Washington Post.

Fonte: (Da redação)