Publicado em 24/07/2009 as 12:00am

Médicos dão 1 ano de vida a brasileiro que precisa de transplante de coração

A Dra. Esther Abreu Milagros recebeu a ligação do hospital Beth Israel Medical sobre um paciente que precisa de um transplante de coração com urgência

 

A Dra. Esther Abreu Milagros recebeu a ligação do hospital Beth Israel Medical sobre um paciente que precisa de um transplante de coração com urgência.

O brasileiro Marcelo Alves sofre de miocardiopatia, uma doença causada pela dilatação de um ventrículo do coração que impede a bombeação plena do sangue.

O problema é que Alves, de 34 anos, não tem plano de saúde, por isso não pode entrar na fila de espera para um transplante.

A Dra. Milagro foi contactada por ser coordenadora do Latino Health Insurance Program, uma organização sem fins lucrativos, baseada em Framingham, que desde 2006 já matriculou mais de 2.200 pessoas em planos de saúde locais.

Por causa da sua doença, Alves tem o que é considerado no meio médico como “condição de saúde pré-existente,” por isso não consegue se matricular num plano de saúde.

Caso o brasileiro não consiga um transplante, os médicos deram até 1 ano de vida.

“Existem vários Marcelos por aí. Não podemos deixar ele perder essa batalha sem lutar,” disse Dra. Milagros durante coletiva para a imprensa organizada semana passada na Iglesia Batista Hispana, em Framingham.

Alves tem cobertura do Health Safety Net, o novo Free Care, que está cobrindo a sua internação no Beth Israel Deaconess Medical Center, em Boston. “Infelizmente, está na lei de reforma da saúde de Massachusetts que Health Safety Net não pode cobrir transplantes de coração e nem o tratramento correspondente,” disse Tim William, assistente social do hospital. O Beth Israel Medical Center não realiza transplantes de coração.

William esclareceu também que Alves já chegou a considerar o retorno ao Brasil. Mas descartou a idéia por temor de não suportar uma viagem longa, e por não ter certeza se encontrará tratamento lá.

A situação financeira da família de Alves está ficando mais difícil, porque com dois filhos, a esposa  Elizabeth não está tendo como trabalhar. A Dra. Milagros está reunindo assinaturas para encaminhar duas petições, uma para o senador John Kerry, outra para ao senador Edward Kennedy, para pedir ajuda emergencial para o brasileiro.

Em janeiro, o soldador brasileiro Adão Costa, de 50 anos, também sofria de cardiomiopatia, mas conseguiu um transplante de coração. O custo total do tratamento ficou em mais de US$ 650 mil, e foi quase todo coberto porque Costa pagava mensalidade de US$ 600 pelo plano de saúde. Só de medicamentos, o plano cobre US$ 15 mil mensais.

No caso de Costa a disfunção cardíaca foi causada por uma doença de Chagas contraída no Brasil. Após a cirurgia que durou 11 horas, Costa se disse “renascido.”  

Quem quiser ajudar Marcelo Alves, ligue para a Dra. Milagros, no número 508-875-1237.  

Fonte: (Eduardo A. de Oliveira - EthnicNewz.org)