Publicado em 29/07/2009 as 12:00am

19 brasileiros são presos numa rinha de canários

Foi uma surpresa para as organizações de proteção a animais, a prisão de 19 brasileiros na cidade de Shelton, Connecticut, que organizavam e participavam de brigas de canários

 

Foi uma surpresa para as organizações de proteção a animais, a prisão de 19 brasileiros na cidade de Shelton, Connecticut, que organizavam e participavam de brigas de canários.

Mais ou menos 150 passarinhos, a maioria composta de canários-da-terra e $8 mil dólares em dinheiro foram confiscados durante a batida num sítio da Ripton Road.

Os homens que foram presos serão processados por crueldade a animais e jogo ilegal.

Um policial da cidade, Sargento Robert Kozlowsky disse, ontem (segunda feira), que alguns dos pássaros possuem feridas nos olhos. Os pequenos bichinhos inocentes estão sob custódia do Departamento de Agricultura do Estado. Ele afirmou que todos os que participavam da rinha são brasileiros.


Organizações americanas não conheciam a “moda”

Wayne Kasacek, do “Bureau of Regulation and Inspection”, disse que esta é a primeira vez que se depara com uma rinha desse gênero no estado e se mostrou bastante surpreso com a situação.

O departamento conhece e já mapeou várias rinhas de briga de galo, briga de cães e até mesmo de peixes pedradores com suas presas, mas é muito raro uma rinha de pássaros cantores, onde o objetivo é um sangrar o outro e até mesmo, matar.

Laura Maloney, vice presidente de anti-crueldade da Sociedade Americana de Prevenção à Crueldade com Animais (American Society for the Prevention of Cruelty to Animals), comentou que é a primeira vez que ouve falar dessa prática. Ela disse que a sua associação comunica-se com os departamentos de polícia e agências de proteção a animais em todo o país para obter informações sobre rinhas ilegais.

Seu departamento conhece de tudo, até mesmo briga de grilos, mas briga de canários da terra é de fato a primeira vez.

Os canários são conhecidos por sua voz e não porque gostam de brigar. No Brasil, os bichinhos participam de disputa para ver qual deles canta melhor, embora essas espécies são agressivas quando disputam um território, durante a reprodução ou quando competem por um companheiro.



Audiência para todos agora em Agosto

A polícia confiscou os pássaros no domingo, 26, pela manhã, numa casa de propriedade de Jurames Goulart, 42. 19 homens estavam preparando os pássaros para as brigas, quando os policiais locais e estaduais fizeram as prisões e confiscaram os passarinhos e a quantia de $8 mil dólares.

Jurames, além das acusações de crueldade e jogo ilegal, será processado por interferir nas prisões, pois saiu de fininho e se escondeu dentro de um closet e se trancou por dentro. O espertinho foi logo encontrado e levado algemado.

Todos terão que comparecer ao fórum (côrte) no dia 10 de Agosto. Eles foram identificados e aqui vai a lista: Gilson Gonçalves, 31; Rogério Carvalho, 35; Ricardo Almeida, 29; Getulio Serra, 62; Sebastian Andrade, 37; Nonato Raimundo, 51; Agostinho Gondinho, 35; Massilon DePaula, 32, todos de Danbury; Elito Goulart, 47, de Bridgeport, Geraldo Teixeira, 43, de Kearney, N.J.; Waldiney Almeida, 29, de Holbrook, Mass.; Auder Gontijo, 43, e Celso Soares, 33, de Marlborough, Mass.; Lucas Dos Santos, 25, Odeco Dos Santos, 43, e Marcos Teles, 36, de Newark, N.J.; Welson Sales, 38, e Welson Morais, 26, ambos de Framingham, Mass.

Fonte: (Da redação)