Publicado em 14/08/2009 as 12:00am

ONG realiza pesquisa sobre brasileiros em Nova Iorque e região

A Cidadão Global realizará uma pesquisa desenvolvida para conhecer melhor a comunidade brasileira nos EUA e identificar suas maiores necessidades e oportunidades de melhoria

 

Apesar de números inconsistentes e falta de informações concretas a respeito da população brasileira residente nos Estados Unidos, instituições tais como o Ministério de Relações Exteriores estimam que a comunidade brasileira ultrapasse os 1,5 milhão, espalhados em vários estados, dentre eles Nova Iorque, Connecticut e Nova Jersey.

Grandes eventos foram criados para celebrar essa população,  entre eles o Brazilian Day de Nova Iorque, considerado um dos maiores eventos populares da cidade e o maior evento brasileiro fora do país. Este ano, o evento, que será realizado no dia 6 de setembro, terá como um dos expositores a ONG Cidadão Global, primeiro centro da comunidade brasileira em Nova Iorque.

A organização realizará uma pesquisa desenvolvida para conhecer melhor a comunidade brasileira nos EUA e identificar suas maiores necessidades e oportunidades de melhoria.

Esta pesquisa possui o apoio do CENSUS 2010 e conta com a participação de voluntários da própria comunidade, que estarão circulando pelo evento e conversando com os brasileiros vindos de diversas cidades e estados do país, entre elas Boston, Danbury e até mesmo do estado da Flórida.

Segundo Ramona Ortega, Diretora Executiva e fundadora da Cidadão Global “Esta análise da comunidade que estamos lançando fornecerá as informações necessárias para que a comunidade e a prefeitura sirvam melhor os imigrantes brasileiros. Este estudo participativo é o primeiro nesse sentido a ser realizado na região de Nova Iorque e nós estamos ansiosos para utilizar as descobertas e  impulsionar a comunidade.”

Como não se sabe ao certo quantos brasileiros vivem nos Estados Unidos, a Cidadão Global juntamente com o Censo 2010 estão trabalhando para obter uma estatística exata de quantos brasileiros existem hoje nos Estados Unidos, diferentemente do que ocorreu no censo passado (2000) no qual a contagem foi inferior à realidade. Segundo Louise, representante do censo: "Com a ajuda do Cidadão Global estaremos aptos a contribuir para que a comunidade brasileira tenha mais poder e consiga lutar pelos seus direitos."

Fundada em 2007, a ONG surgiu da necessidade de uma organização que ajudasse a comunidade brasileira a lutar pelos seus direitos como imigrante, assim como informações e contatos de serviços essenciais nas áreas social e legal.

Além da pesquisa, a Cidadão Global terá um espaço reservado no evento onde as pessoas poderão se cadastrar, tornarem-se membros ou mesmo receberem dicas de serviços e meios para obterem a ajuda necessária nas áreas de imigração, saúde e outros.

A Cidadão Global é considerada a primeira organização criada na região do Tri-State (Nova Iorque, Connecticut e Nova Jersey) com o intuito de fortalecer a participação comunitária através de sua organização, educação política e desenvolvimento de lideranças e também oferecer auxílio em assuntos relacionados à imigração, saúde, educação, entre outros.

Além do oferecimento gratuito de serviços como aulas de inglês, a organização proporciona aos imigrantes de baixa renda oficinas de planejamento e desenvolvimento de iniciativas econômicas sustentáveis com o objetivo de ajudar a melhorar sua condição de vida.

Segundo Ramona Ortega, idealizadora da ONG, "Nosso objetivo é ajudar os imigrantes brasileiros a construirem uma vida produtiva, saudável e digna nos Estados Unidos".

Fonte: (ABTN - Agência Brazilian Times de Notícias)