Publicado em 17/08/2009 as 12:00am

Polícia divulga foto de brasileiro que matou afro-americano

O mineiro de Alpercata, Wanderson Marques, 29 anos, conhecido pelo apelido de "Negão", continua sendo procurado pela polícia de Bridgeport, em Connecticut

 

O mineiro de Alpercata, Wanderson Marques, 29 anos, conhecido pelo apelido de “Negão”, continua sendo procurado pela polícia de Bridgeport, em Connecticut. Ele é acusado de matar a tiros de arma de fogo o seu vizinho, o afro-americano Harold Gantt. Segundo as investigações prévias, os dois tinham uma rixa antiga.

O crime aconteceu no início da noite de domingo (02), na Madison Avenue, em Bridgeport e segundo o porta-voz do departamento de polícia local, “quando os policiais chegaram ao local, encontraram o corpo de Harold, sem vida, no chão com várias perfurações causadas pelos disparos”.

Conforme relatou uma testemunha, Os dois moravam no mesmo prédio e “a vítima bateu na porta do apartamento de Negão, no segundo andar. Minutos depois disso iniciaram uma discussão e foram para fora do prédio. Logo em seguida os moradores ouviram-se disparos de arma de fogo”.

Ao sair para ver o que havia acontecido, os moradores encontraram o corpo de Harold no chão. Uma das hipóteses de alguns brasileiros que conheciam os dois, seria que o afro-americano teria paquerado a mulher de Negão.

O assassino continua foragido e a polícia está pedindo para que quem souber de alguma informação entre em contato com o departamento.

Algumas pessoas que conhecem a vítima acreditam que ele esteja sendo acobertado por outros mineiros da mesma cidade. Segundo as informações, um brasileiro identificado por “Preto” teria dado carona para que Negão fugisse do local do crime.

O mineiro trabalhava aplicando massa em paredes e dois ex-patrões confirmaram que ele era “de temperamento estourado e pouca conversa”.

 

Fonte: (Da redação)