Publicado em 31/08/2009 as 12:00am

Jovem imigrante envia carta a Obama pedindo o seu pai de volta ao país

O jovem Pablo Aguilar mandou a carta implorando a Obama que conceda a permissão para que seu padrasto, que ele considera como pai, volte aos EUA, após um ano impedido de entrar

 

O jovem hispano Pablo Aguilar de Michigan escreveu uma carta ao presidente Barack Obama, pedindo ajuda para permitir que seu padrasto, há um ano impedido de voltar os país, retorne aos EUA.

Assim começa a história do jovem Pablo na busca por reunir com seu padrasto e dois irmãos gemêos após um ano separados. Sua família foi desmantelada quando seu padastro tentou conseguir um visto de trabalho legal nos EUA e foi negado, após viver ilegalmente em Grand Rapids - MI por muitos anos. Ele afirma rezar toda noite pra que um dia eles estejam juntos de novo.

O caso, trágico e comovente, ilustra o que acontece com muitos imigrantes indocumentados que tentam reconstruir suas vidas de acordo com a lei americana, e quais penalidades eles podem ter. O padrasto de Pablo é Samuel Gomez, de 31 anos, que entrou no país quando ainda era adolescente e sempre trabalhou nos EUA como ilegal, segundo afirma sua esposa, Leonicia, de 29 anos. Já ela, entrou no pais legalmente com seus pais , quando tinha apenas 11 anos , se tornando cidadã após alguns anos. Leonícia e Samuel se casaram em 2004.  Além de Pablo, filho de Leonícia de casamento anterior, a família do casal consistia no gêmeos Brandon e Brian, de 4 anos e Yaire, de 7 anos.

Como eles se separaram no último ano, Samuel decidiu consertar sua situação no país, aplicando para um Green Card, ganhando o direito de trabalhar legalmente nos EUA. No intuito de conseguir essa conquista, ele viajou com toda a família para o México. “ Nós pensamos que fazendo tudo certo, isso poderia ser bom para a gente” relembra Leonícia. Mas Samuel não conseguiu o Green Card, explicando para sua família que ele teve que esperar por um longo período na fila do consulado e que a pessoa responsável no dia , negou todos os vistos. Isso foi há  16 meses atrás. Sua família está separada desde o fato.

Com apenas 12 anos, o jovem tentou o contato com a única pessoa que ele pensava ser capaz de interceder no caso : o presidente dos EUA, Barack Obama. Com mais de 65.000 cartas sendo enviadas para a Casa Branca toda semana, Pablo provalvelmente não esperava nem mesmo que Obama pudesse recebê-la. “ Todos estamos tristes porque meu ‘pai’ não conseguiu seus documentos.  Eu tive que despedir de meus irmãos e do meu ‘pai’ também” afirmou o garoto, na carta. 

Segundo Wendy Taylor, uma representante do Justice For Our Neighbors' Immigration Clinic , a situação é corriqueira e comum para muitas famílias de imigrantes. Segundo ela, é comum que se espere ao menos 3 anos por um Green Card. “ Éstamos diante de um sistema quebrado, que paraliza aquelas pessoas que somente querem fazer a coisa certa, agir corretamente de acordo com a lei” afirma Wendy.

O jovem Pablo, afirmou na carta para Obama que o dia em que seu padrasto teve seu seu retorno negado, ‘ foi o pior dia de toda a sua vida’. ‘Eu li uma reportagem sobre como é difícil crescer sem ter um pai. Então por favor! Deixe eu ter meu pai de volta!” disse na carta, Pablo.

Fonte: (Da redação)