Publicado em 22/09/2009 as 12:00am

Informações sobre paradeiro de caixas da Adonai são reveladas

O BT recebeu um contato anônimo de uma das vítimas do caso Adonai Moving que forneceu, com exclusividade, documentos oficiais da empresa com os números das caixas e a relação das vítimas. Prejudicados pela empresa de mudança chegam a 6 mil consumidores

Um grupo de clientes prejudicados pela Adonai Moving se manifestou essa semana após meses de espera para terem suas caixas liberadas até seus destinos finais. A partir de uma investigação minuciosa, eles conseguiram documentos oficiais da empresa com o número das caixas, contêineres e nomes das vítimas, que podem chegar a 6 mil brasileiros.

 

Disponíveis num site da internet, juntamente com muitas outras informações como a relação das empresas das transportadoras , dos responsáveis por cada contêiner e das caixas ‘em trânsito’( retidas) , os dados podem gerar um novo capítulo no escândalo que envolve a Adonai e milhares de brasileiros “ O número que está no recibo da compra não é o do caixa, ele não ajuda a achar onde a caixa pode estar. Já as informações nesses documentos discriminam a relação dos nomes com seus respectativos números oficiais de caixas, e ainda revela em que contêiner está a sua caixa. As pessoas agora tem que se movimentar e procurar saber do paradeiro de suas mudanças” afirma o cliente anônimo. “ Como se trata de um site do tipo ‘grupo de discussão, os clientes podem interagir entre eles por email e organizar uma ação conjunta. É preciso que os prejudicados se unam para resolver essa tragédia” completa

 

 

É preciso fazer um conta no site http://br.groups.yahoo.com e depois acessar o site http://br.groups.yahoo.com/group/lesadosdoscontainers para se filiar ao Grupo de Discussão ‘Lesados dos Containers’. Quando entrar seguir as seguintes instruções. Acessar parte ‘Arquivos’, à esquerda na tela

 

1º-  Pesquisar o nome e seu número de caixa (em azul) e do contêiner ( Book ID) entre os arquivos PDF’s.  (ex : 3074.pdf)

 

2 º-  Verificar a pasta `Contêineres em trânsito’, para confirmar  se o contêiner onde se encontra a sua caixa está entre os considerados ‘em trânsito’, ou seja, que estão retidos.

 

3 º -   Ir na pasta ‘Donos (cabeças) Contêineres’ o nome da pessoa que é responsável pelo contêiner onde está a sua caixa.

 

 

 

4 º -   Acionar o Ministério Público Brasileiro, a Procuradoria – Geral de Santos (na qual é possível realizar uma denúncia online  - http://www.prsp.mpf.gov.br/prmsantos ) e o Porto de Santos, em São Paulo, para descobrir como proceder para reaver ou ter a caixa entregue. Quanto mais brasileiros denunciarem e relatarem seus problemas para os orgãos de justiça brasileiros, mais rápido será a resolução do problema.

 

Fonte: (ABTN - Agência Brazilian Times de Notícias)