Publicado em 25/09/2009 as 12:00am

Lula recebe prêmio em New York

O presidente Luiz Inacio Lula da Silva recebeu o prêmio Woodrow Wilson para Serviço Público, em jantar realizado no hotel Waldorf Astoria, em Manhattan

 

Por Miguel Archanjo


 

O presidente fez um pronunciamnto após a entidade exibir um video mostrando sua trajetória política e pessoal, nascido de uma família de imigrantes no Nordeste e sua ascensão para presidente do Brasil.

O vídeo apresentou a dedicaçao da carreira de Lula a servir os cidadãos do Brasil. Como líder sindical, que saiu da pobreza, organizador de um partido político, congressista federal, chefe de estado e colocando a passagem de Lula no governo brasileiro como um fator positivo no Brasil e no Mundo.

"A primeira coisa que fiz foi recriar a auto-estima do povo brasileiro". Fiz uma propaganda do governo brasileiro com um jogador da seleção brasileira, Ronaldo,e mandei a mensagem para o povo brasileiro que sou basileiro e nao desisto nunca".

"Em 1985 eu não acreditava que um trabalhador pudesse ser presidente", declarou Lula durante o evento, que antes de eleito, perdera três corridas presidenciais.

"O mundo esta precisando de liderança, cabeças arejadas e que não sejam dono de nenhuma verdade absoluta, mas que sejam capazes de construir seu país com um modelo de desenvolvimento".

Lula aproveitou para estreitar as relações comercias com o EUA. "Acho que o Brasil e o Estados Unidos podem trabalhar muito mais e uma parceria muito forte, o Brasil tem grande responsabilidade na América do Sul e os Eua tem uma grande responsabilidade na América do Norte".

Lula acredita que os EUA pode ser um grande consumidor do etanol brasileiro. O presidente também deu seus pitacos sobra a economia mundial e a crise que assolou o mercado financeiro. "Você assistia ao noticiário a parecia que o mundo iria acabar". "Se o governo passado(norte-americano) tivesse tido a coragem de colocar U$ 60 bilhões na Lehman Brothers, provavelmente eles nao teriam quebrado e o crédito não teria desaparecido como desapareceu", disparou Lula.

Entretanto Lula mostrou confiança para 2010. "Será um ano extremamente promissor", acredita o presidente pois segundo ele," o governo brasileiro tomou todas as medidas que tivemos que tomar", conclui o chefe brasileiro.

"A minha obssessão para investir em educação é talvez porque eu não tenha estudado".

O presidente destacou o investimento em educação e declarou que esta foi a razão pela qual o governo brasileiro encaminhou ao Congresso o sistema de partilha para a produção do petróleo na camada pré-sal com a proposta da constituição de um fundo para investir em educação, ciência e tecnologia e combate a pobreza." Vamos fazer uma lei para garantir a educação.A riqueza de um povo esta na educação, na formação, no seu conhecimento, na capacidade tecnológica nas cabeças das pessoas".

Lula também comentou rapidamente sobre o presidente deposto Zelaya que se abrigou numa embaixada brasileira, em Honduras.

"O Brasil e os EUA repudiaram o que aconteceu em Honduras. Não aceitamos golpe militar", finalizou Lula sobre o assunto. Segundo diplomatas brasileiros da ONU, o país segue as leis e reconhece Zelaya como presidente legítimo de Honduras.

O chanceler Celso Amorim também esteve no evento e participa durante esta semana em Nova York com o presidente Lula e com o presidente americano Barack Obama de uma seminário da ONU sobre condições climáticas.

Fonte: (ABTN - Agência Brazilian Times de Notícias)