Publicado em 5/10/2009 as 12:00am

ONG atua em favor das crianças com necessidades especiais em MA

A brasileira Rhea Tavares atua na Federação para Crianças com Necessidades Especiais, organização que trabalha instruindo pais e responsáveis em como lidar com filhos com deficiências físicas e mentais

 

Surgida a partir da necessidade que muitas famílias tem em dar condições de seus filhos ‘especiais’  crescerem com desenvolvimento e cidadania, a Federação Para Crianças com Necessidades Especiais trabalha instruindo essas famílias de como proceder para manter os direitos de seus filhos respeitados segundo a lei.

 

Atuando em acordo com as premissas da lei  IDEA - Individuals with Disabilities Education Act, que exige que escolas forneçam estrutura suficiente para promover cidadania e desenvolvimento à crianças que possuam deficiências físicas ou mentais. “ Antes da criação da lei, essas crianças não frequentavam as escolas, os pais não se sentiam seguros de terem seus filhos em meio a um ambiente sem uma adaptação especifica para eles. Com o surgimento da lei,  começou um movimento inclusão nos EUA, que inclusive repercutiu no mundo todo, até no Brasil” afirma Rhea Tavares, Portuguese Outreach Coordinator da instituição, e responsável por fazer  a assessoria em língua portuguesa à pais e familiares das crianças. “ Nosso trabalho é basicamente focado neles, instruindo em como lidar com seus filhos, em como proceder em algum caso de violação da lei, em como funciona o sistema de educação especial, em como denunciar uma escola que não respeitas tais normas” explica. “Vamos nas escolas, lemos os relatório, treinamos os pais para serem defensores de seus filhos. Trabalho diretamente com os brasileiros , ajudando-os em reuniões nas escolas de seus filhos e em outros procedimentos que visam lesar por eles” completa Rhea.

 

O grupo realiza periodicamente workshops, conferências e palestras sobre a importância de fornecer estrutura para essas crianças, promover a inclusão delas no setor educacional. “ Os pais tem que saber quem são os professores, os fisioterapeutas, os psicólogos de seus filhos.  Muitas vezes é preciso adotar diferentes formas de tratamento com crianças com a mesma deficiência, e que tem desafios específicos, individuais. Também realizamos cursos de inglês, pra ajudar os pais a entenderem os termos técnicos de educação, contribuindo para eles comunicarem melhor com as escolas. Além disso, ainda realizamos uma conferência anual no World Trade Center, com a presença média de 800 pessoas, que é ministrada em 4 línguas : chinês, espanhol, inglês e português” afirma a coordenadora.

 

Para mais informações consultar o site http://fcsn.org/pti/portuguese ou contactar Rhea Tavares, no número (617) 399 – 8329.

Fonte: (ABTN - Agência Brazilian Times de Notícias)