Publicado em 7/10/2009 as 12:00am

Corpo de brasileira é velado em Brockton - MA

O translado do corpo para o Brasil acontece hoje, e 3 suspeitos estão na mira das investigações

 

O assasinato da rondoniense Sheila Santos, 26, continua sem uma pista concreta. Pelo menos foi o que uma fonte, da polícia de Everett, informou à redação do jornal Brazilian Times. O crime, que aconteceu no início de sexta-feira (02), chocou a comunidade e levantou uma preocupação em relação à violência doméstica, haja vista que um ex-namorado também está na lista de suspeitos.


O corpo será levado, hoje, para o Brasil, mas ontem (06), aconteceu um velório para os amigos e as duas irmãs de Sheila que moram nos Estados Unidos, Rosângela e Ana Paula. Os valores deste translado não foram revelados, bem como os meios como a família consegui custear as depesas.


O velório foi realizado em uma casa funerária localizada no 238 da Court Street, em Brockton-MA. A cerimônia ocorreu em clima de despedida e de muita tristeza. Muitos amigos da dançarina, também conhecida como ‘Kelly’, estiveram presentes e prestaram condolências às irmãs, que vivem um momento de extrema dor e perda.


Ocorrido das 4 da tarde até as 9 da noite, o velório também foi o último momento de contato dos amigos com Sheila. Hoje o corpo segue em translado para o Brasil, e posteriormente encaminhado para a cidade de Mirante da Serra, em Rondônia, onde moram os pais de Sheila. Lá, acontecerá outro velório e depois sepultado.

Depois que o crime aconteceu, muitos boatos surgiram na comunidade brasileira, alguns dando conta de que a brasileira teria recebido mais de 80 facadas. Esse tipo de atitude revoltou alguns amigos da família. “Em um momento de extrema dor, ao invés de oferecer apoio, alguns procuram espalhar fococas”, disse Adilson Ramos, que mora em Revere e conhecia Sheila. Ele é natural de Ouro Preto, também em Rondônia.


Apesar dos nomes dos suspeitos e a forma como aconteceu o crime não terem sidos responsáveis, os responsáveis pelas investigações asseguram que em curto espaço de tempo o caso estará solucionado.


Segundo uma fonte próxima da família, e que pediu para não ser identificada, existem três suspeitos que estão sendo investigados pela polícia. Um brasileiro e dois estrangeiros, sendo um de nacionalidade grega.


Motivos do crime, tais como dívida com um ex-namorado e quantidades de facadas, são apenas especulações. Mas as informações oficiais da polícia asseguram que tudo não passa de boatos.

Fonte: (Da redação)