Publicado em 16/10/2009 as 12:00am

Ativistas de MA querem cobrar habilitação de governador

O governador de Massachusetts, Deval Patrick, afirmou recentemente que deseja realizar uma aproximação com a comunidade imigrante. A notícia reverberou com desconfiança entre ativistas comunitários, que desejam marcar um encontro com o governador

 

Por Marcelo Zicker


Após  o anúncio de que seu governo vai se empenhar num pacote de medidas que beneficiem a participação da comunidade imigrante no estado, o governador de Massachusetts, Deval Patrick, agora enfrenta reações desconfiadas por parte de ativistas e organizações pró-imigrantes. Um encontro entre ativistas e Patrick está sendo proposto para discutir questões polêmicas, como a concessão da Driver’s License para imigrantes indocumentados.

Deval Patrick anunciou, há algumas semanas, que serão adotadas novas medidas para propiciar mais cidadania à comunidade imigrante que reside no estado. Utilizando como argumento a intenção de agregar de forma mais eficiente os imigrantes à mão-de-obra do estado, ele assinou no ano passado um memorando em acordo com a Massachusetts Immigrant & Refugee Advocacy Coalition, (Coalizão para a Defesa dos Imigrantes e Refugiados de Massachusetts) para desenvolver recomendações que poderiam ajudar a incluir novos residentes na vida cívica e econômica do estado. O esforço foi chamado de New Americans Agenda.

Na última semana, a redação do BT recebeu uma ligação de um leitor revoltado com a publicação de uma matéria veiculada no dia 8 de Outubro, que noticiava a iniciativa de Deval Patrick. “ É um absurdo vocês noticiarem isso, esse governador nunca fez nada para nós, imigrantes. Ele prometeu que ‘daria’ a carteira para a gente, e nada. Está cada vez mais difícil tirar a habilitação. Agora que ele quer se reeleger,  ele quer o nosso apoio. Não concordo!” afirmou, indignado, o leitor.

Para alguns ativistas comunitários brasileiros,  apesar de elucidar sobre a importância dos imigrantes para o estado, as declarações soam oportunas às vésperas de uma eleição estadual. “O governo Patrick sempre prometeu, desde a sua primeira campanha, que propiciaria mais cidadania ao nosso povo, como por exemplo ceder a Driver’s License para os imigrantes indocumentados. Até agora não foi feito nada em favor disso, muito pelo contrário” afirma o presidente da CTIB - Central dos Trabalhadores Imigrantes Brasileiros nos Estados Unidos, e representante da Rede de Brasileiros da Nova Inglaterra, Márcio Porto.

Segundo ele, poucos foram os esforços para concretizar o acesso ao imigrante à carteira de motorista. “Em seu governo ficou ainda mais difícil dos trabalhadores imigrantes terem acesso a esse documento tão importante para a cidadania de nossos companheiros. Já que ele quer conversar com a gente, vamos cobrar!” afirma Márcio. Ele propõe a realização de um encontro com o governador, que conte com a participação de diversas e representativas entidades pró-imigrantes brasileiras e hispanas. “ Queremos encontrar com o governador para escutar o que ele tem a oferecer em termos de melhorias ao nosso povo e iremos cobrar prioritariamente a driver’s license. Essa será a primeira reinvidicação e, na minha concepção, é a mais importante de todas” completa.  “Outra questão importante é a aprovação do Dream Act, e o direito de nossos filhos de estudarem em ‘pé de igualdade’ com os americanos. A crise econômica tem afetado até mesmo as instituições de educação e o nosso povo tem muito interesse em estudar no país. Temos que cobrar esse direito!” salienta Porto. “ Em New England há mais de 15 mil imigrantes que são cidadãos e tem direito a voto. O governador tem que pensar mais nos nossos companheiros, porque podemos sim, fazer a diferença” completa o ativista.

Fonte: (ABTN - Agência Brazilian Times de Notícias)