Publicado em 30/12/2009 as 12:00am

CTIB empossa novos diretores

Aconteceu na noite de segunda-feira (28), um jantar promovido pela Central dos Trabalhadores Imigrantes Brasileiros-CTIB nos Estados Unidos

 

Por Luciano Sodré

 

Aconteceu na noite de segunda-feira (28), um jantar promovido pela Central dos Trabalhadores Imigrantes Brasileiros-CTIB nos Estados Unidos. O evento, realizado na cidade de Medford-Massachusetts, serviu para serem empossados alguns diretores que contribuirão para o bom andamento da entidade no ano vindouro.

O jantar foi bastante prestigiado e alguns ativistas e personalidades na comunidade brasileira estiveram participando. Durante a cerimônia, foram empossados como diretores, a advogada e ativista Sue O’brien (Diretora de Patrimônio), Santiago Rosas (Diretor Conselheiro) e Ângela Sena (Diretora de Lazer e Cultura).

Sue O’Brien se destaca pela sua atuação no Comitê Pró-Cidadania Unida e a preocupação que tem para com a comunidade brasileira no país. Santiago, além de um forte ativista, é presidente da BICA, uma agremiação que reúne os cowboys brasileiros que vivem nos Estados Unidos. Ângela foi destacada, durante sua posse como um importante elo entre a entidade e a parte cultura da comunidade.

Para Márcio Porto, presidente da CTIB, a posse destes diretores “significa fomentar o compromisso na busca de construir um diálogo mais próximo com os trabalhadores brasileiros”.

Outro ponto destacado por Márcio durante a cerimônia, foi que a vinda destes novos diretores será de suma importância para calcar a campanha dos membros Jorge Costa e Sidney Pires como candidatos a representantes das Comunidades Brasileiros nos Estados Unidos (as eleições acontecem em maio de 2010).

O articulador político da entidade, Jorge Costa, disse que os novos diretores têm o perfil da CTIB e o diretor executivo, Sidney Pires, acrescenta que “os três diretores possuem destaque na comunidade e quem ganharão, serão os trabalhadores brasileiros”.

Márcio explica que o próximo passo da entidade e buscar ramificações para expandir os trabalhos por todos os Estados Unidos, “onde existam brasileiros”.

 

Fonte: (Da redação)