Publicado em 1/01/2010 as 12:00am

Deputado afirma que imigrantes precisam de 7 nomes por continente

Em visita à Boston para o lançamento de um projeto social, o deputado estadual João Leite (PSDB-MG) afirma que imigrantes brasileiros precisam ser melhor representados junto o governo brasileiro


Por Marcelo Zicker


 

O deputado estadual por Minas Gerais, João Leite(PSDB-MG), esteve em Boston na última semana para participar do lançamento de uma campanha solidária que pretende construir casas para famílias carentes no Brasil. Uma ação conjunta entre igrejas evangélicas e ativistas sociais, o projeto tem como meta inicial a construção de 26 casas em regiões de clima semi-árido e com alto nível de pobreza.

Dois jantares foram organizados para promover a iniciativa. Na quinta- feira(28), João Leite esteve no  Oliveira’s Restaurant e no domingo(31), no Café Belô de Framingham – MA. “ Fui convidado pelo Pastor Roberto Silveira, juntamente com várias igrejas, para estar em Massachusetts divulgando a campanha e também para falar um pouco da minha história, dar o meu testemunho como ex-atleta, político e cristão” afirma ele, que antes de se tornar político, desfrutou de uma carreira de sucesso como goleiro de futebol, com grande ascendência no Atlético Mineiro e servindo até mesmo à seleção brasileira. “Também abordarei o crescimento do projeto ‘Atletas de Cristo’, que já está em mais de 60 países, com atletas que se unem à causa de levar a palavra de Jesus para o esporte” completa.

‘Os imigrantes brasileiros precisam de 7 representantes!’ opina o deputado

João Leite, que já está no quarto mandato como deputado estadual e preside a atual Comissão de Segurança Pública de Minas Gerais, também opinou sobre um tema que está cada vez mais em voga entre a comunidade brasileira dos EUA. A eleição de um representante político que faria a ponte de comunicação entre os brasileiros que residem no exterior e o Itamaraty.  “ É um assunto importantíssimo porque os brasileiros que moram fora do país continuam contribuindo imensamente tanto politicamente quanto economicamente para o Brasil. Eles continuam votando para presidente, revertendo muitos recursos financeiros para o país com o seu trabalho aqui, e por isso, devem ter seus direitos respeitados e mais valorizados. Precisamos dar mais atenção aos imigrantes brasileiros” opina João Leite. Ele vai ainda mais além na discussão do tema, afirmando que tem debatido o assunto com outros legisladores,  demonstrando interesse em levar o projeto à frente. “ Recentemente eu liguei para o senador Eduardo Azeredo (MG), que é o atual presidente da Comissão das Relações Exteriores do Senado, para discutirmos o assunto. Chegamos à conclusão que seria importante eleger 7 representantes por continente ao invés dos 4 que foram inicialmente planejados. A comunidade brasileira fora do país já criou organização e raízes suficientes para que seja melhor representada politicamente, ganhando visibilidade e reconhecimento pelo Governo Brasileiro. Também procuramos discutir ouvir bem de consulados e órgãos diplomáticos, queremos conhecer mais sobre esses brasileiros e sobre o que eles esperam do Itamaraty, no suporte com questões diplomáticas” explica o político, que deixa Boston nessa segunda-feira(1), para iniciar atividades na Assembléia Legislativa – MG, após um período de férias.

A eleições para o Conselho de Representantes das Comunidades Brasileiras no Exterior (CRBE) está marcada para Maio desse ano e poderão apresentar candidatura à vaga de membro do CRBE , aqueles que preencham os seguintes requisitos: idade mínima de 16 anos; estar em condições de desempenhar satisfatoriamente as funções de membro do CRBE e comprovar que esteja residindo no exterior há pelo menos três anos na região de sua candidatura. O voto será direto e individual. A apuração será feita por Consulados e Embaixadas e totalizada pela Subsecretaria - Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior (SGEB/MRE), com acompanhamento dos membros da comunidade interessados. O CRBE será integrado por 16 membros, conforme a seguinte distribuição: 4 membros da América do Norte e Caribe;4 membros da América do Sul e Central; 4 membros da Europa e 4 membros da Ásia, África, Oriente Médio e Oceania.

Fonte: (Da redação)