Publicado em 10/01/2010 as 12:00am

Tradicional restaurante de MA explica interdição

Em meio a vários boatos entre a comunidade brasileira acerca dos motivos que causaram o fechamento do restaurante Café Belo, em Everett ?MA, na quinta ? feira passada (4), o BT foi averiguar a real causa do incidente à um dos mais badalados restaurantes b

 

Em meio a vários boatos entre a comunidade brasileira acerca dos motivos que causaram o fechamento do restaurante Café Belo, em Everett –MA, na quinta – feira passada (4), o BT foi averiguar a real causa do incidente à um dos mais badalados restaurantes brasileiros de Massachusetts.

Ao ser procurada pela nossa equipe de reportagem, Sônia Bellini, gerente do Café Belo de Somerville afirmou que  ‘a unidade de Everett foi fechada por um problema com o seguro dos funcionários, houve atraso para entregar a documentação para o departamento responsável, e após fecharem o local, estão gerando uma grande burocracia para reabrir o restaurante’. Segundo a gerente, o Café Belo poderá voltar a funcionar a qualquer momento. “ Todo o processo para regularizar a situação já foi feito e agora estamos aguardando o aval do estado de Massachusetts para que a unidade de Everett volte a funcionar” completa Sônia.

A comunidade, ainda atônita pelo fato, começou comentar e supor sobre os motivos do fechamento do local, que é considerado um grande sucesso do setor de restaurantes brasileiros da região. Chegou-se a  cogitar um provável pedido de falência e falha no pagamento aos funcionários.  Boatos esses negados pelo Workers' Compensation Advisory Council do estado de Massachusetts. Um porta-voz do departamento confirmou que o real motivo do fechamento foi por um problema ao cumprir o prazo estipulado pelo estado para que se declare o pagamento do seguro. “ A empresa não pode funcionar sem a regularização de tais pendências burocráticas, e quando é verificado que não houve o pagamento do seguro, a medida seguinte é fechar o local até confirmamos que está tudo certo. Isso não é tão simples, e pode tomar algum tempo” confirmou o porta-voz.

Fonte: (Da redação)