Publicado em 8/02/2010 as 12:00am

Embaixador Oto Agripino confirma eleições para representantes

Alguns pontos estão em estudos, mas o diplomata assegurou que haverá eleições para escolher quem representará a comunidade junto ao MRE

 

Por Cláudia Carmo


Durante uma entrevista, exclusiva, o embaixador Oto Agripino, que também ocupa o cargo de Sub-Secretário Geral das Comunidades Brasileiras no Exterior, confirmou as eleições para a escolha de Conselheiros que representem os brasileiros que vivem nos Estados Unidos junto ao Ministério das Relações Exteriores - MRE.

Conforme ele relatou, por telefone, uma equipe está imbuída em aprimorar o sistema de votação. “Nós solicitamos que fosse desenvolvido uma maneira específica e segura para afugentar qualquer tipo de fraude”, explica. O diplomata acrescentou que poderá haver votos via internet e que um software está em desenvolvimento. “Desta maneira esperamos um número maior de votantes, haja vista que muitos deixam de comparecer às urnas para não perder um dia de serviço”, continua.

A equipe também tem realizado constantes reuniões no sentido de definir os locais físicos de votação, meios de contagem dos votos e período das eleições. O embaixador confirmou que haverá as o pleito, mas disse que os demais detalhes são especulações e que logo tudo estará concluído.

Indagado sobre as funções de um representante junto ao Ministério, o diplomata explicou que tanto os encargos quanto meios de atuar dos eleitos “serão divulgados após as eleições”. Até o momento, conforme relata o embaixador, tudo está em andamento e nada ficou definido. “Precisamos entender que tudo é um processo evolutivo”, acrescenta.

Durante a entrevista, ele mencionou com destaque a participação do conselho provisório que participou da II Conferência Brasileiros no Mundo. “Foi graças à presença e opinião de cada um que chegamos ao consenso de que havia a necessidade da criação destes cargos”, fala ressaltando que na terceira edição do evento espera avançar neste assunto.

O embaixador disse os candidatos já podem fazer suas campanhas e apresentar para a comunidade suas propostas de trabalho. “Não fechamos ainda o processo destas eleições, mas como temos certeza de que elas acontecerão, os interessados já podem correr atrás dos votos”, salienta.

Uma das preocupações do diplomata e de sua equipe é promover entre as comunidades brasileiras que vivem no exterior, inclusive nos Estados Unidos, a importância de participar da escolha de seus representantes. “É necessário que todos os brasileiros procurem o consulado para efetuarem o alistamento eleitoral ou regularizar a situação junto ao Tribunal Superior Eleitoral-TSE”, fala ressaltando as pessoas terão o direito de votar através da Carteira de Matrícula Consular-CMC.

Fonte: (Da redação)