Publicado em 24/02/2010 as 12:00am

Ativistas se reúnem com Cônsul em Boston

Entre os assuntos, foram discutidas as eleições para representantes da comunidade e as críticas feitas ao consulado em relação ao atendimento

 

Por Luciano Sodré

Na manhã de ontem (23), uma parceria ficou acordada entre o Consulado Brasileiro em Boston e a Central dos Trabalhadores Imigrantes Brasileiros-CTIB e OBTS Community Services. Os representantes, respectivamente, Pastor Emídio Martins e Sue O’Brien, se reuniram com o Cônsul Mário Saade e afirmara que  “foi bastante proveitosa a reunião e temos certeza de que a comunidade será beneficiada com esta união”,

Os três discutiram vários assuntos relacionados ao consulado e a comunidade, entre eles os ataques que o órgão foi alvo nas últimas semanas. Pastor Emídio disse ser sabedor de que a comunidade tem suas razões ao reclamar, mas percebeu que o consulado também está realizando a sua parte. “Eu pude perceber que tanto o cônsul quanto os funcionários estão empenhados em proporcionar um melhor atendimento à nossa comunidade”, salienta.

Da mesma maneira pensa Sue O’Brien, que disse ter presenciado, durante o bate-papo a chegada de pessoas que não portavam os documentos necessários para exigir o serviço consular e “mesmo assim criticavam o atendimento”.

Conforme Emídio, o Cônsul prefere dar continuidade ao seu trabalho e não vai atacar nem se defender das acusações que sofreu. “Ele sabe que o tiroteio partiu de um lugar apenas e não reflete o que a maioria da comunidade pensa”, afirma ressaltando que o consulado trabalha sob as normas exigências do Itamaraty.  “Nada pode ser feito sem o consentimento dos superiores”, acrescenta.

O’Brien ressalta que na parceria feita com o consulado, estuda-se a possibilidade de disponibilizar dois voluntários para atender as pessoas que desejam marcar o agendamento dos serviços consulares. “Eu percebi que o maior problema que o órgão enfrenta é justamente este agendamento. Precisamos encontrar um meio de ajudar àquelas pessoas que não sabem utilizar a internet ou não possuam computadores”, fala.

Pastor Emídio disse que já está imbuído em conseguir os voluntários e que em breve os brasileiros não ficarão mais à mercê de aproveitadores que utilizam da boa fé do povo para fazer dinheiro. “Não quero desmerecer quem faz o trabalho corretamente e não cobra muito. Estou criticando quem usa e abusa dos leigos em informática e ainda não concluem os trabalhos”, disse ele.

Emídio comenta que viu uma senhora de meia idade chegar ao consulado e apresentar um papel, o qual segundo ela seria o protocolo de agendamento. “Só que o que ela apresentou foi a primeira folha mostrada no site após o pedido de agendamento. Ela não tem validade nenhuma e a senhora ainda pagou $60 para alguém fazer o documento”, explica.

A intenção desta reunião foi justamente acertar um meio para que o consulado discuta com a comunidade os melhores caminhos para melhorar o atendimento.  “Pelo menos uma reunião como esta acontecerá e nossa função é apresentar ao órgão as reclamações e sugestões da comunidade para ajudar nas melhorias do órgão”, fala O’brien.

Para o presidente da CTIB, Márcio Porto, a parceria representa uma demonstração de maturidade política, na condução da luta dos trabalhadores imigrantes brasileiros. “Nós da CTIB, criamos uma parceria com o Consulado Geral do Brasil Em Boston. Iremos construir um diálogo permanente com o órgão e desta forma, tentar resolver as questões que atinge diretamente o brasileiro em Massachusetts”, fala.

 

 

Eleições

Em relação às eleições para Representante da Comunidade, o cônsul não deu muito detalhe, pois ele alegou que “não recebeu nenhum comunicado dos seus superiores”. As eleições foram confirmadas por ele, mas quanto aos detalhes e meios como serão realizadas, Mário Sadde assegurou que uma equipe do Ministério das Relações Exteriores - MRE foi designada para elaborar o sistema, bem como as regras que o pleito acontecerá.

Uma novidade que ficou esclarecida nesta reunião foi que os eleitores não precisarão da Carteira de Matrícula Consular-CMC. “Os votos poderão ser feitos com a utilização do título eleitoral”, fala pastor Emídio que ressaltou que o sistema adotado será semelhante ao que é utilizado nas eleições presidenciais, sob o controle do Tribunal Superior Eleitoral-TSE e estuda-se a possibilidade do CPF ser um documento válido nestas eleições.

 

AJUDA

A maior reclamação é que grande parte dos brasileiros não têm acesso à internet e alguns não sabe utilizar o sistema disponibilizado pelo consulado.  Diante disse a CTIB e OBTS colocarão à disposição, voluntários para ajudar as pessoas a preencherem o agendamento online. “Também estamos com dois emails, para os quais as pessoas podem mandar sugestões e críticas”, fala Sue. “Tudo que recebermos será analisado e, posteriormente, encaminhado ao consulado”, acrescenta Emídio.

Emídio ressalta que o agendamento online não atrapalhou os serviços consulares, mas serviu como meio de organizar. Após este sistema foram entregues aproximadamente 23 mil passaportes e, conforme o pastor, a única dificuldade é o fato de algumas pessoas serem leigas no assunto. “É isso que queremos resolver com a disponibilidade de voluntários para o preenchimento deste agendamento”, conclui.

Os emails à disposição são: obtsma@yahoo.com e pastoremidio@radiodopovo.com

Fonte: (Da redação)