Publicado em 24/02/2010 as 12:00am

Brasileiros falam o que esperam da eleição de representantes

As eleições para Representante da Comunidade Brasileira nos Estados Unidos se aproximam e Massachusetts já conta com seis pré-candidatos ao cargo

 

Por Cláudia Carmo

 

As eleições para Representante da Comunidade Brasileira nos Estados Unidos se aproximam e Massachusetts já conta com seis pré-candidatos ao cargo. Enquanto os grupos se formam em torno dos seus nomes preferidos, outros brasileiros querem saber o que pensam e o que farão os eleitos.

Interessados no futuro político da comunidade brasileira no exterior, alguns deles responderam à uma enquete realizada pela reportagem do jornal Brazilian Times. Eles falaram sobre as expectativas e o que esperam dos candidatos que venham ser eleitos.

 

Elvira Soares, 54, Biomédica, natural de Franca – SP

“Acredito que uma das coisas que este representante pode fazer é orientar o imigrante que chega aos EUA e fornecer informações sobre as leis do país, moradia, saúde. Acho que ele pode orientar em todos os sentidos, direcioná-lo a obter o primeiro trabalho, porque muitos chegam aqui com pouco dinheiro, passando necessidades e até fome. Essa pessoa não poderá só ser uma figura representativa e sim agir e dar o apoio completo”.

Ivo P. dos Santos, 29, restaurador, natural da cidade de Mato Grosso-MG

“Eu espero que ele faça coisas boas, que organize o consulado e que cumpra com suas obrigações sem interesses pessoais”.

Leyd Rodrigues, 25, natural de Goiás

“Esta pessoa que irá nos representar deverá estar consciente de que temos problemas na comunidade e ele será cobrado em nos ajudar. Principalmente porque vamos ser nós que vamos elegê-lo”.

Otávio da Silva, 26, garçom, natural de Londrina-PR

“Espero que nos ajudem na luta dos assuntos relacionados à lei de imigração e que melhore o nosso consulado, que está um caos”.

Junior Wodzinski, 22, Driver, natural de Curitina-PR

“Eu quero que ele nos ajude a ter plano de saúde, porque eu já tentei o meu e não consegui”.

Luiz Franco, 33, Pintor, nasceu em Curitiba – PR

“Eu espero que esse representante trabalhe para melhorar o atendimento do consulado do Brasil em Boston”.

Paulo Lucas, 27, Manager, de Conselheiro Pena – MG

“Eu vou votar mais também vou cobrar. Na minha opinião, esse representante vai ter bastante trabalho, porque a comunidade vai votar e ficará atenta ao que ele está fazendo para nos ajudar. Mas a primeira coisa que essa pessoa deve fazer é melhorar os serviços consulares”.

Iris Batista, 29, estudante, de São Paulo-SP

“Eu espero que o representante consiga realmente fazer algo em beneficio da comunidade brasileira, porque muitos só falam, tem propostas, prometem, mas depois de serem eleitos não fazem nada como os políticos do Brasil”.

Tiago Uzai, 26, Garçon, natural de Ipatinga-MG

“Espero que ele seja honesto, lute, trabalhe pelas causas dos brasileiros, porque muitos brasileiros que tem documentação que podem ajudar não ajudam nada nem ninguém. Esse representante terá que trabalhar para nos manter informados do que está acontecendo de importante para melhorar a comunidade”.

Cleverson Batista, 29, Motoboy, de Belo Horizonte-MG

“Espero que ele nos represente e nos ajude a brigar pelos nossos direitos. Esclarecer a comunidade sobre os nossos direitos e deveres. Muitos brasileiros acreditam que, por estarem ilegais não tem direito a nada. Assim são enganados, pela desinformação, tem medo e engolem muitos sapos. Ele poderá ajudar nisso”.

Antonio Ferreira Jr., 18, Encanador, de Curitiba-PR

“Eu espero que seja alguém que entenda a comunidade, que saiba dos problemas que enfrentamos e interfira nas leis para que possamos ter mais liberdade para trabalhar sem problemas. Assim poderemos crescer, estudar e ter um trabalho melhor”.

Maria Aparecida, Cozinheira, nasceu em Vespaziano-MG

“Na  minha opinião, acho que nós brasileiros não precisamos de um representante aqui. Temos que correr atrás dos nossos direitos nos EUA e no Brasil, porque no Brasil já temos nossos direitos. Já ouvi muitos brasileiros falarem de reuniões, encontros e nunca resultou em nada”.

Sérgio de Oliveira, 29, Conselheiro Pena- MG

“Eu acho que é uma boa idéia. Espero que eles não façam iguais àqueles que pegam um cargo público, não cumprem o que devem fazer, pegam o dinheiro das verbas e vivem numa boa”.

Robson Lemos, 31, Ator, Bahia

“Espero que represente a comunidade como um todo e não os interesses de um grupo específico. Deverá ser líder na comunidade e não um “político”, rodeado de podres poderes e privilégios”.

Marta, 40, Massagista Terapêutica, do Rio de Janeiro-RJ

“Eu acredito que esse representante não fará nada.  Eu acho que temos já pessoas aqui sendo pagas para isso e não fazendo, para que mais um, para receber ou ser otário de fazer pelo outros. Eu acredito que vai continuar da mesma forma tendo mais gasto e levando mais tempo ainda para ser resolvida a situação. Há um auto interesse e cada um vê o próprio beneficio. Quantos cargos já foram criados, quantos já existem. Se fosse para melhorar então porque não melhoram os que já existem. Porque criar mais um, só para ter verba  do Governo Brasileiro”.

Fonte: (Da redação)