Publicado em 1/03/2010 as 12:00am

Policial brasileiro que matou americano é inocentado

Para justificar os tiros que mataram Joseph Martin em 2007, o policial João Vicente Oliveira afirmou que o americano 'o ameaçou verbalmente e fisicamente'

O policial João Vicente Oliveira, acusado de matar à tiros o americano Joseph Martin, em 2007, foi julgado inocente pela justiça brasileira na semana passada, em uma audiência que durou 9 horas. Os promotores do caso afirmam que vão apelar da decisão.

O episódio se deu enquanto Joseph comemorava seu aniversário em um bar situado no Rio de Janeiro. Após uma briga com um policial, ele foi alvejado pelo oficial, que à época afirmou que se tratou de auto-defesa. A família do americano, porém,  disse que o americano não estava nem mesmo armado, estando há pelo menos 5 metros do policial durante a discussão.

Sobre a decisão da justiça brasileira, a tia do americano não nega a decepção. “ Eu não me surpreendi, mas estou bem desapontada. Nós fomos alertados por especialistas em Direitos Humanos que isso poderia acontecer” afirmou Elizabeth Martin à agência Associated Press.

Joseph Martin, que é natural de Worcester, Massachusetts, estava celebrando o seu 30º aniversário quando o policial deteve um garoto que teria roubado uma bolsa de uma amiga do americano. Martin começou  a perguntar para o garoto porque ele tinha feito isso. Destraindo o policial, o garoto fugiu, causando a fúria de João Vicente, que começou a discutir com o americano.

Durante a sua defesa, o policial afirmou que o Martin ‘o ameaçou verbalmente e fisicamente’, afirmando que antes de atirar na vítima, deu tiros para cima e para o chão, na tentativa de conter os ânimos do americano, que desafiava o policial a matá-lo.

Testemunhas disseram que Joseph ‘em nenhum momento encarou o policial ou ameaçou-o de qualquer agressão’. Edilene Maria Francisco da ONG ‘Comunidades contra a Violência’ disse que  tem dado suporte à família de Martin porque consideram o caso como mais um exemplo de excesso de autoridade da polícia carioca.  

A Organização de Direitos Humanos reportou que no ultimo ano, a polícia carioca matou uma pessoa para cada 23 presas.

Fonte: (Da redação)