Publicado em 5/03/2010 as 12:00am

Educação de Framingham pode se tornar um sistema global

A Woodrow Wilson School poderá participar de um programa de educação global já em 2011. O plano distrital de reorganização, tal como está agora, sugere que o departamento escolar incorpore o currículo de "International Baccalaureate" na escola.

 

A Woodrow Wilson School poderá participar de um programa de educação global já em 2011. O plano distrital de reorganização, tal como está agora, sugere que o departamento escolar incorpore o currículo de “International Baccalaureate” na escola.

O programa “International Baccalaureate” existe em 2.827 escolas em 138 países e atende a cerca de 778.000 alunos. Como ênfase central nos cursos do programa, há o exame e a análise dos assuntos em uma escala global.

Algumas das principais questões tecidas no currículo, de acordo com o site do grupo na Web, incluem a pobreza, a educação para todos, paz e conflito, as doenças infecciosas, o "fosso digital" (acesso desigual às tecnologias de informação e comunicação), desastres e emergências.

O diretor Wilson Robin Welch, ao chamar o International Baccalaureate de a nata dos programas culturais deste tipo, comentou que ainda "há uma grande parte do território inexplorado".

O plano do distrito escolar de reorganização do curso apóia-se fortemente em se afastar do método de escolha da escola e aderir à reestruturação de escolas de ensino fundamental, de modo a que as fundamentais do jardim de infância à segunda série e escolas da terceira à quinta série possam substituir as escolas do jardim à quinta. 

As zonas dos bairros poderiam ser um fator principal em determinar que alunos irão para onde, com esse plano.

As escolas Wilson e Barbieri, de ensino fundamental, seriam exceções a este plano.

O plano que a Comissão Escolar discutiu na última terça-feira, sugere que a cidade procure conseguir a distinção Horace Mann de escola charter para ambas as escolas.

O bairro teria de requerer ambas as distinções, tanto da “Horace Mann” como da “International Baccalaureate”. Nos termos do presente plano, as escolas terão condições de fazer esse requerimento nesta primavera e no outono.

Se Wilson e Barbieri fossem escolas Horace Mann, elas teriam seus próprios diretores, mas continuariam a ser "escolas de bairro financiadas pelo orçamento da área", disse o presidente da Comissão de Escolas, Adam Blumer.

Os programas do International Baccalaureate, entretanto, são considerados como tendo altos padrões de alfabetização e ensino da matemática, entre outras coisas, disse Blumer.

Tal distinção, alguns funcionários da escola dizem, poderia ajudar com o desenvolvimento profissional local.

A International Baccalaureate iria acompanhar regularmente o desempenho da escola, dando ao bairro um "olhar diferente" e, possivelmente, outra camada de responsabilidade.
Beverly Hugo, membro da comissão escolar disse que “tal currículo seria bem mais rigoroso, mais relevante e em sintonia com as habilidades necessárias ao século 21” diferente do currículo tradicional.

"É o gênero de ensino mais moderno atualmente", disse Hugo. "A maneira como nós ensinamos agora é quase uma pós-agrária, da educação pré-industrial, e a diferença é a de que este currículo irá preparar (os alunos) para o século 21".
Mas, como muitos membros do Comitê Escolar têm dito nos últimos dias, há diversas incógnitas ainda atrapalhando o plano de reorganização da escola. A incerteza financeira é o principal entre os pontos de interrogação, e é algo que preocupa o membro do comitê Mike Bower, ao considerar o potencial das opções com o programa Horace Mann. ”Neste momento, o Comitê Escolar está lutando com uma lacuna orçamentária entre US$8 e US$9 milhões de dólares”, disse Bower.

”Ainda não cheguei a nenhuma conclusão", finalizou Bower, mas existe a vantagem de “ajudar as crianças a se tornarem bilíngües e manter a sua educação em duas línguas".

Esta semana, os membros do Comitê Escolar estão freqüentando várias reuniões com os pais e com a administração escolar, para discutir, entre outras coisas, a re-configuração da estrutura escolar.

Fonte: (do Daily News, tradução de Phydias Barbosa)

Top News