Publicado em 24/03/2010 as 12:00am

BWG exibe documentário sobre brasileiros no Japão

A experiência de imigrar é tão forte e marcante que não importa para onde você emigra e por que, os sentimentos de isolamento, saudade, insegurança e perda fazem parte do seu dia-a-dia por muito tempo

A experiência de imigrar é tão forte e marcante que não importa para onde você emigra e por que, os sentimentos de isolamento, saudade, insegurança e perda fazem parte do seu dia-a-dia por muito tempo. “Do Brazil para o Japão” é mais um testemunho disso. Dirigido pelo casal Aaron Litvin e Ana Paula Hirano Litvin, o documentário segue a vida de cinco famílias brasileiras que se preparam para tentar a vida no Japão.

            “Do Brazil para o Japão” será exibido gratuitamente às 19 horas desta sexta-feira, dia 26, no auditório Seton, do Hospital Santa Elizabeth, em Brighton. A projeção faz parte da série “Sessão Popcorn”, do Grupo Mulher Brasileira e é uma parceria com o Censo 2010. Os diretores estarão presentes para responder perguntas da platéia depois do filme.

            O americano Aaran pesquisa a imigração brasileira para o Japão há sete anos e como bolsista da Fulbright morou no país, onde completou mestrado em Sociologia na Universidade de São Paulo. Durante as filmagens de “Do Hrasil para o Japão”, Aaron morou por 18 meses no Japão. Sua espoca, a brasileira Ana Paula, é diplomada em Economia e pesquisadora de migrações de trabalhadores. Durante a produção do filme, ela era bolsista do governo japonês na Universidade Sofia, em Tóquio.

            O documentário de Aaron e Ana Paula analisa o movimento migratório de mais de 300 mil brasileiros para o Japão durante a década de 1990 e seus efeitos sociais e econômicos nos dois países. As famílias entrevistas foram seguidas pelos diretores durante três anos, desde os primeiros preparativos para sair do Brasil a até a chegada e adaptação à vida e ao trabalho no Japão. As filmagens foram feitas no período de maio de 2006 a maio de 2009.

            O filme é falado em português e japonês, com legendas em inglês. O evento é aberto ao público, com entrada e pipoca grátis. Guaraná será vendido a $1.00 para reverter para o Grupo Mulher Brasileria. Mais informações pelo telefone 617-787-0557 ramal 15 ou no site do GMB, www.verdeamarelo.org.

Fonte: (Da redação)