Publicado em 31/03/2010 as 12:00am

GMB e MAPS intensificam campanha pelo Censo

Faltando apenas 20 dias para encerrar o prazo de devolução dos formulários do Censo 2010, antes que centenas de recenseadores comecem a percorrer as vizinhanças da cidade, visitando domicílios que não responderam ao questionário, o Grupo Mulher Brasileira

Faltando apenas 20 dias para encerrar o prazo de devolução dos formulários do Censo 2010, antes que centenas de recenseadores comecem a percorrer as vizinhanças da cidade, visitando domicílios que não responderam ao questionário, o Grupo Mulher Brasileira e a MAPS – Massachusetts Alliance of Portuguese Speakers estão intensificando seus esforços para garantir que a população de língua portuguesa responda ao questionário todo e se identifique como brasileira, cabo-verdeana, portuguesa, angolona, etc. O último dia para devolução do questionário é 19 de abril. Depois desta data, todos os domicílios que não devolveram o formulário preenchido serão visitados até sete vezes por um recenseador.

No Grupo Mulher Brasileira, que funciona no prédio da MAPS de Allston, tem sido um entre-e-sai constante de pessoas que aproveitam uma folga no trabalho ou o final do expediente para pedir ajuda e finalizar com o formulário. As pessoas também têm buscado informações pelo telefone e as ligações não se limitam a Boston, chega até de Nova York , o que demonstra a entensão da campanha. Na sexta-feira passada, as mulheres da Cooperativa Vida Verde dedicaram 15 minutos do seu tempo para responder juntas ao formulário. Nos outros escritórios da MAPS, em Cambridge, Lowel, Framingham e Dorchester tem funcionário do Censo que fala português para ajudar.

 “O Censo é um dever de todos para ajudar o governo a planejar os servicos de saúde pública e de cuidados de emergência, educação para as nossas crianças, meios de transporte e segurança pública”, declarou o diretor-executivo da MAPS, Paulo Pinto, lemrando: “ Se não formos contados, não poderemos reclamar depois quando não há serviços que a gente precisa.  Participem com confiança porque todos os dados são completamente confidenciais.  Vamos ser contados e proteger o nosso futuro”.

Radio e TV

Há 30 dias o Grupo Mulher Brasileira faz um programa de rádio duas vezes por semana, dentro do Show do Leandrinho, para informar e tirar as dúvidas dos ouvintes sobre o Censo. Devido a demanda dos ouvintes, o programa vai continuar até dia 14 de abril, sendo irradiado todo sábado, às 15 horas. Entre 80 e 100 ouvintes participaram ao vivo dos 11 programas já irradiados. As perguntas mais frequentes são relativas às questões 8 e 9. Na 8, recomenda-se responder Não, de origem latina(o)/hispânica, e na 9 Other e Brazilian (ou português, cabo verdeano, e assim por diante). Muita gente liga também para perguntar o que fazer se está de mudança, como listar todos os membros da família, o que fazer se divide o apartamento com outras pessoas e por que é importante ser contado. “Notamos uma mudança de mentalidade. Algumas pessoas ligam com a atitude de que não vão responder ao questionário, mas mudam de opinião ao ouvir a explicação sobre como o governo norte-americano aloca recursos baseado no número de moradores por região”, disse Heloisa Maria Galvão, diretora-executiva do Grupo Mulher.

Mais duas peças de divulgação entraram no ar esta semana: um anúncio radiofônico de utilidade pública gravado e veiculado pelo GMB e um anúncio para a televisão com depoimentos de pessoas da comunidade. “Faremos todo esforço para garantir que nossa comunidade responda ao Censo e queremos que façam isso porque percebem a

importância de sermos contadas e o benefício que isto trará para nossas famílias”, disse Heloisa.

Os escritórios da MAPS e o Grupo Mulher Brasileira estão abertos durante o dia para quem precisar. O endereço e telefone dos escritórios da MAPS podem ser achados no site http://www.maps-inc.org. O Grupo Mulher Brasileira pode ser contactado pelo site www.verdeamarelo.org ou pelo telefone é 617-7897-0557 ramal 15.

Fonte: (Da redação)