Publicado em 31/03/2010 as 12:00am

Polícia de Framingham/MA procura brasileiro fujão

Autoridades da cidade de Framingham, MA, estão à procura de um brasileiro, que aguardava julgamento. Ele quebrou o seu monitor de tornozelo com GPS, durante liberdade condicional, informou a polícia

 

Autoridades da cidade de Framingham, MA, estão à procura de um brasileiro, que aguardava julgamento. Ele quebrou o seu monitor de tornozelo com GPS, durante liberdade condicional, informou a polícia.

Eder da Cruz, de 22 anos, quebrou e jogou fora a pulseira do monitor, em algum momento no dia 14 ou 15 de março, em Newton, MA, disse o porta-voz da Polícia de Framingham, Tenente Ronald Brandolini.

A polícia não sabe onde ele está e o juiz do Framingham District Court, Paul Healy Jr., emitiu um mandado de prisão no dia 16 de março. Éder tinha audiência na corte marcada para ontem, 20 de março de 2010 e estava com a condicional desde outubro.

Éder tinha sido preso em sua casa, no número 42 da Freeman Street, em 7 de outubro de 2009, após grave acusação de violência doméstica.  A polícia informou que ele espancou a namorada, deu-lhe socos no rosto, pontapés e ainda jogou-lhe na cabeça um aparelho de televisão de 28 polegadas.

Éder também tentou estrangular a namorada, ameaçando matá-la. Ela quase perdeu a consciência, disse a polícia no relatório apresentado em tribunal.

Quando a polícia chegou à casa, encontrou um mini-frigorífico ensangüentado, debaixo de uma janela quebrada no terceiro andar, assim como a TV e um pedaço da gaveta de uma cômoda. Os policiais foram ao apartamento para descobrir o que tinha acontecido, mas foram confrontados pelo “brazuca valentão”, que chutou o policial Richard Fuer no peito e ainda feriu outros dois policiais.

Éder da Cruz foi preso e acusado por tentativa de homicídio, ataque e agressão com arma perigosa (a TV), resistência à prisão e três contagens de ataque e agressão a um policial.

Ele foi originalmente detido sem fiança, afinal representava um perigo à sociedade, mas foi solto com monitor GPS em 11 de janeiro, pelo juiz da corte de Framingham, Judge Douglas Stoddart. Se for encontrado e preso, Éder deverá ser acusado de ter violado a condicional e será logo preso por 60 dias sem direito a fiança.

O Escritório do Comissário de Probation de Massachusetts não retornou as ligações e nem um email enviado pela reportagem.

Esta é a segunda vez nos últimos meses que um homem de Framingham remove um monitor de GPS. Em fevereiro, o estuprador condenado William French cortou seu monitor de tornozelo antes de seqüestrar e estuprar uma mulher, disseram as autoridades.

Se você souber do paradeiro do brasileiro criminoso, ligue para o 911 e informe à policia de Framingham.

Fonte: (Do MetroWest Daily News, tradução de Phydias Barbosa)