Publicado em 26/05/2010 as 12:00am

Brasileiro morre afogado em Ashland/MA

"Ele era uma pessoa muito querida e trabalhadora. Ainda não acredito que ele se foi" desabafa primo de brasileiro

 

Um brasileiro foi morto nesse domingo(23), ao se afogar fazendo canoagem  no Hopkinton State Park em Ashland/ MA , de acordo com  a polícia local. Edney Pereira, de 28 anos, estava junto de um parente no momento em que a canoa virou.

Um conhecido do brasileiro , disse à autoridades à época do acidente, que Edney já teria praticado canoagem  outras vezes no mesmo local antes do incidente, mas que não usava equipamento de segurança necessário. “ Ele sabia como nadar, mas não tinha um colete salva-vidas e nós ainda não sabemos o que aconteceu direito” disse o amigo.

Cinco oficiais disseram que o parente que acompanhava o brasileiro na canoa, vestia um colete salva-vidas, e conseguiu nadar até a margem do rio. “ Essa é uma área muito visitada por famílias, que trazem filhos e realizam piqueniques ao redor da região. É triste que um acidente como esse cause um desfecho tão trágico” disse o bombeiro de Ashland, David La Ruissi, ao Channel 7.

Ainda segundo os oficiais, o brasileiro avançou aproximadamente 100 metros ao longo do lago, num local que teria aproximadamente 30 pés de profundidade. Mergulhadores vasculharam por mais de três horas antes de encontrar o corpo da vítima.

O brasileiro vivia em Milford – MA, e deixa um filho de 2 anos, de acordo com a família. A mãe do filho de Edney teve que ser levada por uma ambulância na cena do incidente. Seu irmão disse que ela desmaiou  pela `aflição causada pela tragédia`.

‘A ‘ficha’ ainda não caiu’ declara primo da vítima

Uma pessoa amigável e trabalhadora. Assim descreve José Ricardo Pereira, sobre o primo, Edney Pereira. “Está sendo muito difícil. A família está muito triste sobre a situação toda. Ainda não ‘caiu a ficha’ que ele se foi.” afirmou Ricardo, em entrevista exclusiva ao BT. O brasileiro, estava em um piquenique no parque, quando decidiu andar de canoa, indo bem longe da margem do rio. “ Ele foi seguindo muito longe e uma hora ficou em pé em cima da canoa. Foi nessa hora que ele caiu na água” relata o primo. “ Ele até tentou nadar até a margem, mas pediu ajuda no meio do caminho, gritando por socorro. Mas quando os salva-vidas foram  tentar resgatá-lo, já era tarde demais, ele já tinha desaparecido” continua Ricardo.

Um grupo de 3 salva-vidas atuou  nas buscas pelo corpo do rapaz, que começaram às 5pm e só terminaram  às 8pm. O corpo foi encontrado entre 18 a 20 pés debaixo d’água.. Relatórios prévios da investigação já confirmam que o brasileiro não estava pescando,  como se especulou no começo, só praticando canoagem .

Segundo Ricardo, que passou a infância ao lado do primo e que falava diariamente com Ediney, o paulista de  Jardim das Imbuias tinha muitos planos futuros pela frente. “ Ele realizou recentemente o objetivo de comprar uma casa para a mãe dele no Brasil e tinha terminado um curso como Groomer ( tosador de cachorros), que ele dizia ter adorado. Ele até queriacomprar uma van de Groomer para fazer tratamentos em cães à domicílio. Sonhos que ele certamente iria realizar” confidencia.

A Procuradoria do Distrito do Middlesex está responsável pelas investigações do caso.

Fonte: (Da redação)