Publicado em 18/06/2010 as 12:00am

Confira a história da Notável Arlete Falkowski

O Jornal Brazilian Times está publicando todas as sextas-feiras a história das mulheres que foram eleitas as "Notáveis" da comunidade brasileira nos Estados Unidos.

 

Por Claudia Carmo

 

O Jornal Brazilian Times está publicando todas as sextas-feiras a história das mulheres que foram eleitas as “Notáveis” da comunidade brasileira nos Estados Unidos.

A iniciativa para escolher as 15 mulheres “Notáveis” da comunidade partiu do Comitê Pro – cidadania, como uma homenagem as mulheres que fazem trabalhos e tem um papel importante junto a comunidade brasileira. Elas foram eleitas pelo publico através do site www.braziliantimes.com , no final de Abril/2010.

As 15 “Notáveis”, terão suas historias contadas na exposição Brazilian Community Heritage Foudation,no dia 18 e 19 de Setembro, onde serão apresentados a comunidade a historia dos brasileiros, que se destacaram na comunidade nos últimos 30 anos.

Nesta edição, confira a historia da “Notável” Arlete Falkowski         

Arlete Falkowski é gaúcha, nascida na cidade de São Borja, mas viveu a maior parte de sua vida em Porto Alegre. Graduada em Letras - Português, Literatura Brasileira e Espanhola pela Universidade do Rio Grande do Sul e também especialista em Educação e Desenvolvimento Humano. No Brasil, Arlete lecionava em escolas públicas e privadas, realizava palestrava pelos estados brasileiros na área de Educação. “Eu prestava minha ajuda como voluntária em escolas públicas com o Projeto chamado Rede Mundial de Solidariedade, de minha autoria”, cita ela.

Nos EUA, Arlete é Educadora e professora de português para estrangeiros (Curso Privado em Framingham e Worcester). Seus trabalhos com a comunidade seguem em sequência desde sua chegada ao país.

- Educação de prevenção de Aids, através da agência Aids Project Worcester, na qual e membro da diretoria. Promovendo workshops e apresentou um projeto para aproximar a comunidade brasileira dos serviços gratuitos oferecidos pela agência. www.aidsprojectworcester.org

- Educação na área de imigração, como membro da organização Worcester Immigrant Coalition, www.worcesterimmigrantcoalition.org

- Educação na área de saúde, como volunteer case manager, no Latino Health Insurance Program - Boston University. Dr,Milagros Abreu

-  Participação no www.change.gov,  com o envio de projetos referentes as áreas de imigração e saúde, no ano de 2009. Apresentação do - Community Health Discusses, na região do Metrowest, por sugestão do governo americano, durante os preparativos do Health Reform, no qual participou e recebeu a devida orientação e o envio de material, através do www.change.gov (dezembro de 2009).

-  Criação do Projeto em 2009 -  Núcleo Cultural Cooperativista - DE PAI PARA FILHO,  referente ao recebimento do Movimento Educacionista Brasileiro e a sua adaptação para a realidade dos imigrantes que vivem nos EUA.

-  Criação da Coluna: Caderno Educacionista, no Jornal Brazilian Times 2010. Um veículo de grande comunicação com os pais e educadores.

Para Arlete, “O Movimento Educacionista dos EUA”  tem sido uma experiência muito rica e significativa em sua vida de educadora e mãe. “  Assumi a coordenação do Movimento Educacionista dos EUA, por acreditar que podemos e devemos mover uma ação em prol de um mundo melhor e que, pela orientação e pelo aspecto educativo, podemos gerar caminhos seguros, independente de onde vivemos. Levantar uma bandeira de conscientização, quanto aos valores de preservação da língua e da cultura brasileira, em terras alheias não é tarefa fácil, porém soubemos criar uma equipe de profissionais educacionistas especializados em educação e podemos orientar os pais, os educadores e todos que estão interessados em oferecer a seu filho(a) o ensino de português e de sua cultura”, diz acrescentando que o  movimento desenvolve um Programa Cultural Educacionista, por região e presta a devida orientação pedagógica e de implementação de um Núcleo Educacionista em varias cidades.

 O Movimento Educacionista dos EUA oferece atualização e formação aos educadores, através de workshops, seminários e congressos. O movimento oferece gratuitamente, orientação pedagógica, via Rede Educacionista www.educacionista.ning.com/group/nucleoeducacionistausa,  a todos os pais, que querem alfabetizar os seus filhos, em casa.

Sobre ter sido eleita uma das 15 “Notáveis” da comunidade Arlete diz,  “ Eu fiquei muito feliz em ter sido escolhida, entre tantas mulheres notáveis que vêm, valentemente, trabalhando em prol da comunidade brasileira, que vive no exterior. A maioria das mulheres são notáveis, por excelência, pois manifestam-se em seus lares, em sua profissão e em sua comunidade com muita coragem e valentia”. Ela acrescenta ainda, “Um ser é notável, segundo o dicionário, quando: é digno de nota, que merece apreço; é importante; é extraordinário e célebre. Acredito que somos notáveis quando entendemos que não podemos esperar de braços cruzados diante de situações de desconforto, de medo, de guerra, de fome, de perseguição, de discriminação, de violência, da falta de honestidade, da conivência, do abuso de autoridade. mover uma ação pelo outro, significa ser um ser notável”, finaliza.

Fonte: (Da redação)