Publicado em 21/06/2010 as 12:00am

Brasileiro oficializa sua candidatura a Representante

O pré-candidato a vaga de membro do Conselho de Representantes da Comunidade Brasileira no Exterior ? CRBE, Sidney Pires, oficializou com a sua inscrição no Consulado do Brasil em Boston.

 

Por Claudia Carmo

O pré-candidato a vaga de membro do Conselho de Representantes da Comunidade Brasileira no Exterior – CRBE, Sidney Pires, oficializou com a sua inscrição no Consulado do Brasil em Boston.

Sidney é natural de Governador Valadares – Minas Gerais e vive há 24 anos nos Estados Unidos. Desde sua chegada ele se destacou pela dedicação em trabalhar em prol da comunidade. Formado em técnico em eletrônica, atuante na área de computação e agente de saúde, o candidato trabalha com serviços voluntários em muitos hospitais da região de Massachusetts.

Em entrevista ao jornal Brazilian Times, Sidney Pires fala sobre a sua história e quais as propostas de trabalho caso venha ser eleito.

 

Brazilian Times -Por que você se candidatou a Representante da Comunidade Brasileira?

Sidney Pires - Eu sempre tive vocação política. Minha mãe queria que eu fosse pastor ou cantor Evangélico, mas sempre fui fascinado pela política. Eu havia me filiado a um partido no Brasil e estava planejando lançar minha candidatura para 2010, apoiado pelo meu amigo de consultoria política Argileu Cruz. Me candidatei,  porque tenho uma vocação e um sonho  que começou aos 9 anos de idade, quando ainda  vendia laranjas e picolé nos postos de gasolina em Governador Valadares. Um candidato a Prefeito chamado Sebastião Mendes Barros, me perguntou: “você quer ganhar um trocado neguinho” e eu respondi: “quero!” Ele, então, disse “distribui esses folhetos para mim (santinho)” e falou para eu gritar “Barrão serenata, cai no chão e não rebenta”. Eu gritei e ele me deu um cruzeiro, na época eram um mil cruzeiros. Eu sai distribuindo os santinhos e  gritando o que ele me pediu.

 

 Brazilian Times - O que você já fez em benefício da comunidade Brasileira?

Sidney Pires - Desde quando cheguei neste país, coloquei a minha vocação a serviço dos brasileiros. Comecei ajudando a tirar Social Security, carteira de motorista e aplicação para trabalho. Então percebi que a igreja estava sem liderança para os jovens e resolvi organizar o grupo de jovens da Igreja assembléia de Deus, liderada pelo Pastor Ouriel de Jesus, onde também ajudei criar o Seminário Teológico (IBADEB) Instituto Brasileiro Das Assembléias de Boston. Participei em toda organização didática, orientado pelos Professores e pastores Antônio Batista e Josué Trindade. Também atuei junto com outros ativistas na luta para abertura do consulado em Boston.
Depois que mudei para Framingham e comecei a ajudar as pessoas que me procuravam como intérprete nos hospitais, cortês, imigração, saúde  e serviços que faço até o presente momento, principalmente na luta  pela reforma imigratória.  

Brazilian Times - Qual éa sua profissão e formação?

Sidney Pires – Atualmente, eu sou o Diretor Executivo da CTIB (Central do Trabalhador Imigrante Brasileiro).  Agente educador de pacientes com doenças crônicas e Consultor Político e promotor de congressos políticos internacionais. Sou técnico em eletrônica e tenho vários certificados na área de computação, tais como certificado pela HP técnico em impressoras Laser, certificado como técnico de laptop, HP Compaq, IBM, DELL, Técnico em IBM, Dell  Servers e certificado em agente de  Saúde. Estudei Filosofia independente e estou fazendo um estudo sobre polarização política - o fim da humanidade.

Brazilian Times - Quais são as suas propostas e projetos como representante da comunidade?

Sidney Pires - Melhora dos serviços consulares para a população Imigrante, dentro de uma proposta do Centro Cívico do Brasil, que contara com várias atividades da arte e cultura brasileira, educação, capacitação e um projeto para os que ficarem nos EUA ou para os que voltam. Para isso, precisamos de Certificado Reconhecido Profissional, que deverá ser aceito no Brasil, por qualquer firma e cadastramento no Sistema Nacional de emprego do Brasil (SINE).
Outra grande preocupação é com as pessoas que estão doentes, sem seguros, de saúde dentista, aumento dos suicídios, depressão, câncer, ataques cardíacos tudo isso tem aumentado muito, as doenças crônicas, precisam de uma atenção, maior por parte das autoridades, tanto local como do Brasil e tenho um relacionamento com as autoridades americanas,  e também com as autoridades brasileiras para discutir estes assuntos.

 

Brazilian Times -  Você já tem alguma proposta, a qual vai trabalhar na sua campanha?

Sidney Pires - Eu tenho muitas propostas, mas se for eleito quero formar os conselhos de cidadãos brasileiros regionais para definir as prioridades de forma coletiva. Espero que os dois anos de trabalho duro sejam suficientes para estabelecer uma plataforma social solida e organizada para que os próximos representantes possam só dar continuidade.  Continuo fazendo voluntariado e assistindo as pessoas nas áreas de Saúde, Imigração, e família. Mais informações estão no meu site www.sidneypires.com

Fonte: (Da redação)