Publicado em 13/08/2010 as 12:00am

Confira a historia da Notável Marcélia Oliveira

O Jornal Brazilian Times está publicando todas as sextas-feiras, a história das mulheres, que foram eleitas as "Notáveis" da comunidade brasileira nos EUA.

 

Por Claudia Carmo

O Jornal Brazilian Times está publicando todas as sextas-feiras, a história das mulheres, que foram eleitas as “Notáveis” da comunidade brasileira nos EUA.

A iniciativa para escolher as 15 mulheres “Notáveis” da comunidade partiu do Comitê Pro – cidadania, como uma homenagem as mulheres que fazem trabalhos e tem um papel importante junto a comunidade brasileira. Elas foram eleitas pelo publico através do site www.braziliantimes.com, no final de Abril/2010.

As 15 “Notáveis”, terão suas historias contadas na exposição Brazilian Community Heritage Foudation, no dia 18 e 19 de Setembro, onde serão apresentados a comunidade a historia dos brasileiros, que se destacaram na comunidade nos últimos 30 anos.

Nesta edição, confira a historia da “Notável” Marcélia Oliveira  

Marcélia é natural de Brasília e se mudou para os Estados Unidos aos 18 anos com intenção de estudar inglês e voltar para Brasília e prestar vestibular para Diplomacia. Mas seus planos mudaram então resolveu fazer o segundo grau na Framingham High School. Estudou por três anos na Quinsigamond Community College (Liberal Arts) e agora cursa o segundo semestre em Pedagogia na Faculdade Católica de Brasília (online) e trabalha como tradutora.

Marcélia trabalha na área de educação com a comunidade através de tradução. “Estou trabalhando agora na preparação de uma palestra informativa para a população brasileira de Massachusetts sobre a Pré-Escola.  Estou trabalhando com a Coordenadora da Pré Escola de Acton e outras cidades nisso.  Como meu esposo é pastor,da  Igreja Batista Renovada de Hudson (38 Felton St. em Hudson MA ) prestamos também muito serviços de aconselhamentos e serviços sociais através da igreja “, conta.

 Em relação a ter sido eleita uma das “Notaveis” da comunidade brasileira nos EUA, ela conta que foi pega de surpresa. “Inesperado e desejado... seu dia-a-dia, sua vida de prestação de serviço e ajuda a comunidade é algo que você faz sem buscar reconhecimento, mas quando através dessa pequena contribuição que você dá a sociedade, a mesma te reconhece há um consolo no seu coração de que estou cumprindo minha missão”.

Quanto a se considerar uma “Notavel” pela sua participação ativa na comunidade Brasileira Marcelia diz que “não se considero notável, porque recebeu a benção do Senhor Jesus de pregar o Evangelho, de ter uma família linda, uma igreja maravilhosa e amigos que enchem meu coração de alegria”, finaliza.

Fonte: (Da redação)