Publicado em 22/10/2010 as 12:00am

Norte-americana atropela e mata dois brasileiros

Uma mulher da cidade de Stamford, em Connectitcut, foi presa na manhã de sábado (16), sob a acusação do assassinato de dois brasileiros na Interestadual 95.

 

Uma mulher da cidade de Stamford, em Connectitcut, foi presa na manhã de sábado (16), sob a acusação do assassinato de dois brasileiros na Interestadual 95. Eles estavam trocando o pneu de um veículo quando foram atropelados pelo carro conduzido pela norte-americana Candice Blanks. O impacto do acidente foi tão forte que não houve tempo de socorrer as vítimas. Filipe Chagas, 19, e Lucas Silva, 22, morreram no local.

Segundo o boletim de ocorrência, o acidente aconteceu pouco antes das 2h30 de sábado, na cidade de Darien, e a acusada conduzia um Lincoln Aviator, ano 2003, quando invadiu o acostamento da direita onde estava o carro dos brasileiros, um Chevrolet Cavalier, ano 1999. Junto com os dois, estavam outras três pessoas: Jonathan Silva, 17, Katherine O´Brien, 18, e Rachele Chimblo, 19.

No relatório policial, costa que Candice estava embriagada e logo após atropelar os brasileiros, colidiu com um Volkswagen Passat 2002, que estava estacionado um pouco mais à frente, onde havia outros brasileiros. Nicholas Araújo, 18, Daniel da Costa, 20, e Ricardo Alves, 17, por sorte não sofreram lesões graves. Assim que atingiu o segundo veículo, a norte-americana tentou fugir, mas foi detida próxima à saída 10 da 95.

Jonathan foi quem acionou a polícia. Ele estava no interior do Cavalier, quando escutou o barulho do acidente e ao sair deparou-se com a cena que jamais vai esquecer. “Filipe estava embaixo do carro e o corpo de Lucas foi atirado para longe do veículo”, relata.

Pouco depois os integrantes do carro Passat desceram e correram para ver o que havia acontecido. Nicholas ficou desesperado, pois era amigo de infância de Filipe. Ele correu para próximo do corpo na tentativa de reanimá-lo. Já Daniel presenciou uma cena mais forte. Segundo ele, Lucas foi morrendo lentamente em seu colo.

Na noite de sábado, Celio Silva, 41, amigo da família de Filipe, desabafou para o Greenwich Time. Ele, emocionado lembrou que os dois tinham marcado um jogo de Paint Ball para o dia seguinte. “Ele era um menino adorável e mesmo com a pouca idade, todos o queriam por perto”, disse.

A motorista foi presa sob a acusação de homicídio culposo, direção perigosa e sobre influência de bebida alcoolica, Candice teve a fiança estipulada em $250 mil.

Fonte: (Da redação)