Publicado em 22/10/2010 as 12:00am

Pastor Manoel de Oliveira desiste da candidatura

Os últimos dias foram marcados por emoções fortes na campanha para escolher 4 representantes da comunidade brasileira no Caribe e na América do Norte.

 


Os últimos dias foram marcados por emoções fortes na campanha para escolher 4 representantes da comunidade brasileira no Caribe e na América do Norte.

Não terça-feira, 12 de outubro, o pastor Manoel Oliveira, da Igreja Comunidade Presbiteriana Nova Vida, anunciou a sua candidatura. Oliveira recebeu todo o apoio dos apresentadores do programa “Amigos,” da rádio WSRO (650AM), e o carinho de diversos ouvintes. 

Depois do anúncio, o pastor participou de vários programas de rádio, em que pedia o apoio dos ouvintes. O pastor, que concorria com outros 7 candidatos, foi visto como um franco favorito em Framingham, cidade que abriga uma comunidade estimada de 20 mil brasileiros.

Só que na tarde desta quarta-feira, 20, o pastor Oliveira chocou muita gente ao anunciar a renúncia.  “Hoje estou aqui para dizer que não vou mais concorrer,” disse o pastor no seu programa “Pare e Pense,” também da rádio WSRO.

E esclareceu: “Não posso continuar no processo exatamente por respeito a vocês. O processo não está claro de maneira nenhuma. O Itamaraty não deixa claro para que serve o cargo. Eu queria fazer da retirada da minha candidatura um protesto (contra o Itamaraty),” disse ele.

O Conselho de Representantes Brasileiros no Exterior (CRBE) já existe há dois anos, e os cargos foram indicados por líderes comunitários e autoridades consulares. Na verdade, o cargo de representante é voluntário e as pessoas que serão escolhidas em voto popular serão mensageiros da comunidade, não terão poder de decisão, mas terão a chance de influenciar os diplomatas do Ministério das Relações Exteriores.

Depois de rumores percorrerem a comunidade sobre quem está qualificado para votar, o consulado confirmou que “todo brasileiro, acima dos 16 anos, que tenha um documento de identidade, que pode ser passporte, CPF, título de eleitor, ou matrícula consular (para aqueles que já a possuem), estão qualificados a votar.  “Não via a entrada dele (pastor Manoel) como ameaça para mim. Não vejo grande impacto na campanha com a saída dele. Estou neutro,” disse Sidney Pires, candidato e ativista veterano na comunidade de Massachusetts.

“Quem lutou desde o início para que esse projeto (eleição de representantes) fui eu, Jorge, Carlos da Silva, Fausto da Rocha,” disse Pires, citando outros ativistas.

O pastor Manoel Oliveira é o quarto líder brasileiro a abandonar a campanha em Boston. Antes dele renunciaram: Barbosa (o candidato do protesto), pastor Emídio e o ativista Ilton Lisboa.

Ao todo, o Itamaraty abriu 16 vagas de representantes. Ao todo, 49 brasileiros concorrem a representantes no Caribe e América do Norte, 25 na América do Sul e Central, 36 na região que compreende a Oceania, África, Ásia e Oriente Médio, e 174 candidatos na Europa.

Fonte: (fonte: www.oglobo.globo.com/blogs/brasilcomz)

Top News