Publicado em 22/10/2010 as 12:00am

Polícia de Framingham/MA planeja encontro mensal com brasileiros

No dia 18 de Outubro, foi realizado no Departamento de Polícia de Framingham ? MA, um painel de discussão com o tema 'Violência Doméstica'. Foi revelado que dos 600 casos reportados em 2010, 20% envolvem brasileiros

 

No dia 18 de Outubro, foi  realizado no Departamento de Polícia de Framingham – MA, um painel de discussão com um dos temas  mais polêmicos entre famílias brasileiras no estado,  a violência doméstica.  Contando com a participação de policiais, autoridades de segurança, ativistas comunitários e profissionais especializados no tema, o debate esclareceu para os brasileiros a importância de se denunciar episódios de violência dentro do lar.

Para o radialista Ilton Lisboa, que esteve presente na organização do evento, o painel foi importante para criar um laço de confiança entre as vítimas e a polícia da cidade. “ Muitas vítimas de violência doméstica, em sua maioria crianças e mulheres, também sofrem com a indecisão de denunciar ou não os abusos que sofreram. As mulheres normalmente acham que denunciando, vão contribuir para a deportação do marido, e tem medo de isso atingir as crianças ou a situação em que vivem nos EUA” afirma Ilton, que tem um programa na rádio WSRO 650 AM, o Conexão Brasil. “ Isso é uma idéia distorcida da questão, porque muitas vezes pode-se fazer um trabalho de tratar o agressor, buscar um caminho pacífico para ajustar o problema, a menos que se configure um caso grave de violência. Os brasileiros vão estar conscientes que a Polícia de Framingham estará empenhada a intervir nesses casos sem que se leve em consideração a situação migratória da mulher e dos filhos, e que eles podem ficar despreocupados em levar esse caso à polícia” completa o radialista.

Seguindo o legado deixado pelo antigo tenente da cidade, Paul Shastany, a sua substituta, a tenente Patricia Grigas, está empenhada em dar continuidade ao bom relacionamento entre os brasileiros e a polícia da cidade. “ Ela foi responsável por esse grande encontro, e se dedicou em todos os aspectos para que tudo acontecesse de forma bem-sucedida. Ela uniu brasileiros, pessoas especializadas no problemas, ativistas, autoridades, e colocou um tema considerado tabu, em discussão”  afirma Ilton. Durante o encontro, foi revelado um número alarmante envolvendo o problema. Dos 600 casos denunciados à polícia da cidade em 2010, 20% foram envolvendo famílias brasileiras. “ Isso sem contar com os casos que não são denunciados, que devem ser um número ainda mais preocupante” completa o radialista.

 

Segundo o radialista Ilton Lisboa, a tenente Patrícia planeja fazer do encontro, um evento periódico, para ocorrer uma vez ao mês e discutir assuntos diversos como a relação patrão e empregado, como agir quando  o imigrante for prejudicado por empresas que lhe prestaram um serviço, entre outros assuntos importantes, e que a polícia pode esclarecer, deixando claro que o status migratório não será levado em consideração” salienta.

Fonte: (Da redação)