Publicado em 1/11/2010 as 12:00am

Jornalista entra na briga por uma vaga no CRBE

Jornalista entra na briga por uma vaga no CRBE

 

Por Claudia Carmo


Prestes a chegada das eleições para o CRBE – Conselho de Representantes da Comunidade no Exterior, o Jornal Brazilian Times apresenta  nesta edição mais um candidato pelo estado de Massachusetts ao cargo de Representante.

Paulo Monauer nasceu em Tuneiras  no Paraná, mas foi criado em Porto Alegre – RS. No Brasil, chegou a cursar tês semestres da faculdade de Letras. Trabalhava como autônomo com uma empresa de terceirização de serviços. Paulo  mora nos EUA há onze anos e como todos os brasileiros veio para a America em busca do sonho de ter melhores condições de vida. Hoje Paulo Manauer  trabalha como jornalista e é responsável pelo jornal direcionado a comunidade brasileira.

Em entrevista ao jornal Brazilian Times, Paulo Manauer  conta um pouco da sua historia na America e sobre suas propostas como Representante da Comunidade nos EUA.

 

Brazilian Times - Há quanto tempo mora nos EUA e porque resolveu sair do Brasil para morar aqui?

Paulo Manauer - 11 anos em Boston – Massachusetts – USA. Eu me mudei para os Estados Unidos com toda a minha família com planos de criar raízes aqui e com objetivo em dar continuidade da minha vida empresarial, e quando aqui cheguei abri mão de uma ótima remuneração em prol da minha legalização e de certa forma fui explorado por 5 anos pelo meu patrão, entretanto conquistei o meu tão sonhado Green Card.

 

Brazilian Times - Por que você se candidatou a Representante da Comunidade Brasileira?

Paulo Manauer - Minha decisão de me candidatar para ser um dos representantes da minha comunidade nos USA foi motivada pelo fato de ter um profundo conhecimento dos brasileiros não só no estado onde eu vivo Massachusetts, como em outras regiões de grande concentração da nossa comunidade no USA como, New York, New Jersey, Flórida, Atlanta, Utah, e outras regiões. Sei que tenho perfeitas condições e discernimento, para receber o aval dos meus conterrâneos para lutar por melhorias e conservação dos nossos direitos mesmo vivendo fora do Brasil.

 

Brazilian Times - O que você já fez em benefício da comunidade Brasileira?

Paulo Manauer - Durante 8 anos em que tenho trabalho na mídia sempre fui um interlocutor indireto das aspirações da nossa sociedade e injustiças sofridas pela comunidade. Uma das ultimas e mais marcantes participação que tive junto à comunidade foi publicar em mais de 10 edições do Jornal dos Sports USA, no total de 40 paginas, com denuncias e provas contundentes do consulado de Boston. O povo solicitava, falava, gritava nas ruas querendo um porta voz e eu assumi esta condição e publicava na integra a vontade do povo. Coisa que ninguém nunca ninguém fez na nossa comunidade em Boston.

 

Brazilian Times - Qual é a sua profissão e formação?

Paulo Manauer - Cursei a Faculdade de Letras no RGS, Brasil por três semestres, depois disto tranquei a matrícula.  A nível profissional nos USA: Trabalhei de tudo nos USA um pouco, logo quando cheguei. De 2000 a 2004 trabalhei com ‘Chef de Cozinha Italiana’. Em 2004 ingressei no Grupo Metropolitan. Trabalhei nas funções de Vendedor, Gerente de Vendas e Executive General Manager. Em 2008 pedi demissão do Grupo Metropolitan e aceitei um novo desafio de remodelar, dirigir e transformar o Jornal dos Sports USA, um dos mais tradicionais jornais dos USA com 17 anos de impressão ininterrupta, onde estou até hoje na função de Executive General Manager.

 

Brazilian Times - Quais são as suas propostas e projetos como representante da comunidade?

Paulo Manauer - Tenho plena convicção que o meu objetivo como Conselheiro do Ministério de Relações Exteriores em primeiro plano vai ser de cobrar que as políticas governamentais do MRE aos brasileiros que vivem no exterior sejam cumpridas (são inúmeras) de acordo com o decreto numero 7.214 de 15 de junho de 2010. A grande maioria figura somente no papel por que são aspirações das comunidades brasileiras no exterior do mundo todo discutidas na conferencia dos brasileiros no mundo no Rio de janeiro, e precisam ser implantadas, é muito mais fácil cobrar a prática delas e depois disto agregar novas idéias e pautas obtidas do meio da nossa comunidade e lutar para que elas sejam aprovadas.

 

Brazilian Times - Você já tem alguma proposta, a qual vai trabalhar na sua campanha?

Paulo Manauer - Tentar unir todas as lideranças comunitárias de ponta a ponta nos USA, fazer conferências nacionais onde poderão participar todas as entidades que prestam serviços comunitários nos USA, ser um agregador. Colocar em pratica o decreto já aprovado, que por si só se for executado na integra com certeza trará benefícios incalculáveis para a nossa comunidade em áreas como; locomoções dos brasileiros no exterior, promoção de desenvolvimento e melhores condições de vida, com prestação de serviços consulares de segunda geração, na área da educação, saúde, trabalho, previdência social e cultura, mapeamento da comunidade, incentivando a integração harmoniosa da nossa comunidade com as comunidades onde vivemos, fazendo parcerias, políticas, cientificas, jurídica, esportiva com o objetivo de promover o Brasil, articulação de políticas emigratórias e imigratórias, reforma consulares, etc., o decreto é longo e tem muita coisa que precisa ser acionado a favor dos brasileiros. Tem muito trabalho pela frente, mas não vou abrir mão em segundo momento de levar idéias do seio da comunidade e justificar cada uma delas e mostrar como elas poderão ser executadas e com certeza lutar para que eles sejam aprovados.

Fonte: (Da redação)