Publicado em 5/11/2010 as 12:00am

Anti-imigrantes rechaçados em Massachusetts

O Grupo Mulher Brasileira saúda o resultado das eleições majoritárias em Massachusetts, ocorridas nesta terça-feira passada. "Prevaleceu o bom-senso. Nenhum dos candidatos a cargo majoritário que defendeu uma plataforma anti-imigrante foi eleito"

 

O Grupo Mulher Brasileira saúda o resultado das eleições majoritárias em Massachusetts, ocorridas nesta terça-feira passada. “Prevaleceu o bom-senso. Nenhum dos candidatos a cargo majoritário que defendeu uma plataforma anti-imigrante foi eleito”, disse Heloisa Maria Galvão, diretora-executiva do GMB. “Isto prova que o discurso racista e preconceituoso nao conseguiu vencer. Venceram os candidatos que reconhecem a contribuição imigrante ao estado, aqueles que se propõem a trabalhar para incluir a força de trabalho imigrante nos serviços e na vida do estado”.

Heloisa continuou: “Nós queremos e estamos dispostas a trabalhar com todos os candidatos eleitos, do Governador à Procuradora Geral do Estado, às bancadas estadual e federal pelos direitos iguais de todos os residentes do estado. A vitória democrata em Massachusetts é uma vitória do trabalho de base feito por várias organizações comunitárias e de todos os grupos imigrantes que não mediram esforços no sentido de comparecer às urnas. O resultado é também uma derrota do discurso anti-imigrante e daqueles que pregam o voto em branco. Massachusetts provou, junto com os imigrantes, que é participando que conquistamos espaços. O voto imigrante, e certamente o voto das brasileiras e brasileiros eleitores no estado, fêz diferença em todas as cidades onde sabemos haver grande concentração de brasileiros”.

Heloisa alertou, porém, que a luta não terminou. “Ela na verdade começa agora. Temos de estar preparadas para recomeçar as negociações por uma mudança na lei de imigração, pelo acesso à educação superior, pelo direito à sobrevivência, ao trabalho com dignidade e pelo fim de programas como o Secure Communities que permite à polícia local trabalhar com a imigração”.  A diretora-executiva do GMB anunciou que haverá uma reunião comunitária para informar à comunidade como se proteger de programas como o Secure Communities e como os imigrantes podem se defender e se preparar.  Para mais informações, fale com o Grupo Mulher Brasileira no telefone 617-787-0557 ramal 15 ou acesse no site, www.verdeamarelo.org

Fonte: (Da redação)